DESFILE



Complementando o assunto da semana passada,  temos esta bela foto. Ela mostra um instante da comemoração do Sete de Setembro em Ourinhos naquele ano. A população que acorreu ao Campo do Operário Futebol Clube ocupava as arquibancadas para assistir às apresentações do Tiro de Guerra e das escolas.O tempo estava fechado como mostram as nuvens carregadas. Foi um Sete de Setembro com muito barro,  numa cidade ainda sem calçamento.

DESFILE, por Luciano Correa da Silva:

Ò Pátria amada..." - o som repercutia
do hino  antado com o maior respeito.
Crendo na vida, alegre, o amor no peito.
o pálio de esperança me cobria.

Mas a realidade, o dia-a-dia
deixou-me pensativo, contrafeito...
Decido reviver, meio sem jeito,
os idos tempos em que me iludia.

Retorno à adolescência, e então me lembro
daquele eterno Sete de Setembro,
eu que me homem, cedo , sem favor me fiz.

E vejo minha Pátria, ainda menina,
sonhando o sonho bom, que não termina,
de ser não só amada, mas feliz.

In "Poemas do Vale" - Ourinhos 1993. 
Foto por Francisco de Almeida Lopes 

Comentários