Postagens

Mostrando postagens de 2017

ALTINO ARANTES, QUARTEIRÃO ENTRE ANTONIO CARLOS MORI E CARDOSO RIBEIRO

Imagem
PARABÉNS OURINHOS PELOS SEUS 99 ANOS
Meu pai nas centenas de fotos de desfiles de 7  Setembro que fez, tinha preferência por alguns pontos chaves da cidade. Um deles foi o trecho compreendido entre a  Avenida Altino Arantes, pela qual os desfiles desciam no sentido Praça Melo Peixoto, com a Rua Antonio Carlos Mori. Eu diria que foi um ponto escolhido a dedo pelo olhar de repórter fotográfico de que ele era dotado. Esta é uma das mais antigas, e para fazê-la ele deve ter se postado do outro lado da Altino Arantes,  quase em frente a um posto de gasolina lá existia, privilegiando dessa forma a casa da família Tocalino, que é vista em primeiro plano ( a do construtor Henrique Tocalino).
A foto abaixo, desse mesmo trecho,  é do início dos anos 1950, na qual se vê casa de Henrique Tocalino com mais detalhes, e os outros dois sobrados mais acima



Para esta foto que fiz há cerca de 7 anos, postei-me na mesma posição em que meu pai estava. A casa de Henrique Tocalino já não existe, em seu terreno f…

UM RECADO DA MAIS BELA ANDÁ-AÇU DA PRAÇA MELO PEIXOTO AO PREFEITO MUNICIPAL

Imagem
Olá! Eu sou a mais bela das  Andá-Açu que existem na Praça Melo Peixoto.
O professor José Carlos já falou a meu respeito pelas páginas da “Folha de Ourinhos”. Gostei muito do que ele escreveu certa ocasião dizendo que sou a mais bonita entre todas as minhas irmãs que se encontram na Praça.
Somos originárias do Brasil, e nossa presença se faz sentir principalmente nas regiões litorâneas. Os frutos que produzimos têm funções medicinais, e a nossa madeira é usada na fabricação de palitos. Isso significa que não produzimos tão somente uma boa sombra. Como somos muito populares, temos muitas denominações: anda, anda-guacu, andacu-joanesia, anda-assu, andaz, boleita, castanha-de-arara, coco-de gentio, coco-de-purga, conanda-acu, cotieira, fruta-de-arara, fruta-de-cotia, fruta-de-papagaio, fruta-de-purga, inda-acu, inda-guacu, indai-acu, noz-de-bugre, paulista, purga-de-cavalo, purga-de-gentio, purga-paulista.
Quem nos terá trazido para Ourinhos? Infelizmente não sabemos quem foi nosso padrinho…

ANKITO, O COMEDIANTE (1924-2009), EM OURINHOS (ESPORTE CLUBE PALMEIRAS)

Imagem
Natural de São Paulo, Ankito foi um dos grandes atores da chanchada brasileira, gênero cinematográfico que fez muito sucesso nos anos 1950 e parte dos 1960. As chanchadas atraíam multidões aos cinemas

Era de família circense, filho do palhaço Faísca e sobrinho do famoso Piolim.

Começou atuar profissionalmente em circo com sete anos, no globo da morte.

Foi campeão sul americano de acrobacia, tendo trabalhado no famoso Cassino da Urca, no Rio de Janeiro.

No início dos anos 1950, começou a fazer teatro, tendo feito seu primeiro filme, em 1952 – “É fogo na roupa”. Estava decidido o seu destino – o cinema brasileiro.

Atuou em 56 filmes.

Fez também muitos programas humorísticos nas emissoras: Tupi, Record, Bandeirantes e Globo, na qual atuou também em algumas novelas.

Era comum naqueles anos, os humoristas se apresentarem em clubes dançantes e esportivos. Foi o caso do Esporte Clube Palmeiras, associação localizada na Vila Margarida, e que fez história na cidade de Ourinhos.

A foto é de uma apresen…

OS 80 ANOS DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE OURINHOS

Imagem
Em 30 de outubro pp, o Sistema Municipal de Ensino de Ourinhos completou 70 anos. Data que merece ser recordada, seja pela importância da medida, seja pela qualidade da Lei promulgada naquela data (Lei nº 19, de 30/9/1937). Não sei se ainda existem as atas da primeira Câmara Municipal de Ourinhos. Na página online do Município apenas se faz menção às legislaturas inciadas em 1948. Se não foi preservado o Livro de Atas, nunca saberemos quem foi o autor da proposição, lamentavelmente. Essa lei criou o sistema Educativo Municipal, que seria mantido com o valor correspondente a dez por cento  das rendas tributárias do município. Ele dava ênfase ao ensino primário, profissional e agrícola, segundo a lei orgânica dos municípios e a Constituição Estadual. Uma medida bastante avançada era o ingresso por meio de concurso.  Os professores, para serem nomeados,  deveriam ser diplomados por escola normal oficial ou equiparada. Dar-se-ia preferência a professores que residissem no município.
O ordenad…

UMA FACE DE OURINHOS NA ÚLTIMA METADE DOS ANOS 1940

Imagem
Esta foto, de autoria desconhecida, embora tomada de uma altura que não permite a visualização de muitos detalhes (veja-a em seu tamanho máximo, nela clicando), é singular. Primeiramente, por mostrar uma vasta extensão da Fazenda Múrcia, de Horácio Soares, aquela que foi loteada e comercializada a partir de meados dos anos 1960, dando origem a novos bairros que margeavam o leito da Rede de Viação Paraná-Santa Catarina e da Avenida Rodrigues Alves, na altura do reservatório da SAE que lá existe hoje. Também dá para ver a o avanço grande que a urbanização tomara na década de 1940, nas faces norte e leste da cidade, já alcançando a chamada "estrada oficial".  A visão do horizonte na sua face leste é muito bonita. Se não estou enganado, pode-se ver o prédio do Seminário Josefino, situando-se naquela época num dos limites da cidade. Uma cidade ainda jovem, nos seus trinta anos de existência.

OURINHOS: O PASSADO E O PRESENTE - A LATERAL DA PRAÇA MELO PEIXOTO SENTIDO RUA PARANÁ

Imagem
Esta face da Praça Melo Peixoto no sentido Rua Paraná manteve-se com o perfil que apresenta nesta foto dos anos 1930 ainda por três décadas. Na esquina com a Rua São Paulo, a residência e a Relojoaria  Fiorillo, acima a Agência Chevrolet de Miguel Cury e Filhos, o sobrado da família Cury,  o sobrado da Casa Paris, posteriormente Agência da Singer, o Foto Machado, agência bancária e Casas Pernambucanas na esquina com Nove de Julho.


A Relojoaria Fiorillo  e  as propriedades da família Cury deram lugar para a nova agência do Bradesco. Onde ficava a Casas Pernambucanas foi construído um complexo de lojas com escritórios no andar superior, de fronte para a 9 de Julho. Os outro prédios foram derrubados e um enorme vazio permanece até os dias atuais, creio.
Abaixo uma foto do sobrado Cury e da Agência Chevolet, com uma bomba de gasolina em frente.

OURINHOS, O PASSADO E O PRESENTE: A RUA PARANÁ ENTRE A ANTONIO CARLOS MORI E A CARDOSO RIBEIRO

Imagem
Clique sobre as fotos para vê-las em seu tamanho original.
A Rua Paraná, que se inicia na altura da estação ferroviária e termina quase na Rodovia Melo Peixoto, é uma das artérias mais antigas de Ourinhos. Já nos anos 1930, vamos encontrá-la com prédios comerciais até a altura da Souza Soutelo. Casas comerciais que tinham a loja na frente e,  nos fundos,   a residência do proprietário.  Nesse trecho que vemos na foto 1,  provavelmente de finais dos anos 1930,  encontramos 7 prédios comerciais, um deles sobrado. Este sobrado ainda existe, com modificações em sua estrutura pois ali houve um incêndio, nos finais dos anos 1950 ou início dos anos 1960.  Na ocasião, o sobrado tinha na parte de baixo uma loja chamada Casa Chic, pertencente a João Simão Yared, o João Chic. O quinto prédio (foto1) era de propriedade de Rafael Conte, com barbearia na frente e residência no fundo. Nos anos 1960, a família ergueu ali um sobrado. 
Nos anos 1950, nesse trecho da Rua Paraná, após esse sobrado havia a cas…

O COMERCIANTE PORTUGUÊS SOUZA SOUTELLO E O PROGRESSO MATERIAL DE OURINHOS NO INÍCIO DOS ANOS 1930.

Imagem
As pessoas que passam diariamente pela Praça Melo Peixoto, na altura do cruzamento da Rua São Paulo com a Antonio Prado, não imaginam que os dois imóveis  ali existentes são dos mais antigos da cidade. Se eles fossem restaurados,  com a retirada do que existe de propaganda em sua fachada, voltariam a mostrar a sua forma original que  pode ser vista nesta foto dos anos 1930. Nessa ocasião, ali achava-se instalada a Casa Nortista, estabelecimento comercial de propriedade de Tufy Zaki, que se encontra na foto. Ao lado achava-se a saudosa  Livraria Thomé, que ocupou esse espaço por cerca de trinta anos.

Clique sobre as fotos

Nesta foto,  vemos esses imóveis sendo construídos. Nos andaimes, de terno e chapéu, muito provavelmente Manoel de Souza Soutello.
Ele residiu na extremidade da Rua São Paulo com Rio de Janeiro, em casa que ainda existe. 


Esta nota publicada no jornal "A Voz do Povo", de 15-11-1931,  registrou  um período em que novas construções em alvenaria estavam sendo levan…

O CONSERVATÓRIO MUSICAL SANTA CECÍLIA DE OURINHOS

Imagem
A Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição muito fez pela educação em Ourinhos. Esse  assunto já foi abordado por mim neste blog em: 
1948 - UM SEMINÁRIO E UM COLÉGIO PARA OURINHOSQuero relembrar agora outra criação dessa Irmandade: o Conservatório Musical Santa Cecília, em 1961. 
Infelizmente, não consegui dados sobre esse evento porque a coleção de o "Diário da Sorocabana" referente o ano de 1961 está com muitas falhas, não havendo nenhuma publicação do  mês de junho desse ano.
O regente Gil Jardim,  nascido em Ourinhos, iniciou os seus estudos musicais nesse estabelecimento.
Uma notícia no jornal "O Progresso de Ourinhos, de 18-8-1974, dá conta da qualidade do ensino ministrado nesse conservatório na notícia em primeira página sob o título abaixo



 In Tertulianadocs

O momento da inauguração:


À esquerda, o padre Domingos Trivi, pároco de Ourinhos, o arcebispo de Botucatu, Don Frei Henrique Golland Trindade; à direita, o prefeito de Ourinhos Antônio Luiz Ferreira, o p…

OURINHOS, O PASSADO E O PRESENTE: A RUA 9 DE JULHO EM TRÊS MOMENTOS

Imagem
Grande parte das primeiras ruas de Ourinhos receberam o  nome dos estados brasileiros. Algumas foram modificadas posteriormente, é  o caso da Rua Minas Gerais, que passou a chamar-se 9 de Julho. Ela se inicia no pontilhão sobre os trilhos da ferrovia que demanda o Paraná e termina na outra extremidade, onde passam os trilhos da antiga Sorocabana. Eu nasci nesta rua, na casa de número 102 construída por meu avô em 1930, quando decidiu-se por deixar a zona rural onde tinha a Fazenda da Figueira ( município de São Pedro do Turvo). Nela passei grande parte da minha infância (1947-1955). Na foto abaixo do ano de 1931,  a Rua Minas Gerais é vista a partir do pontilhão sobre a linha férrea da Companhia Ferroviária São Paulo-Paraná, A casa de meu avô é a que se vê em primeiro plano à direita, na esquina com a Rio de Janeiro. 

Meu pai gostava de fazer fotos panorâmicas tomadas do alto. Desse modo,  subiu até a torre da Igreja Matriz localizada na Praça Melo Peixoto para fazer este instantâneo, mu…

OURINHOS, O PASSADO E O PRESENTE: A ANTÔNIO PRADO E A LINHA DO TREM

Imagem
Clique sobre as fotos
Como já salientei em publicação anterior, no primeiro quarteirão do lado direito de quem desce a Rua Antônio Prado, vamos encontrar alguns dos prédios mais antigos de Ourinhos. A Avenida Jacinto Sá, logo abaixo da linha, era a principal artéria da cidade nos seus primeiros dez anos de existência. A estação da Sorocabana de 1908, tinha sua entrada por essa artéria, ou seja estava voltada para ela. Acontece que a pequena cidade de Ourinhos começou a crescer no sentido acima da linha do trem, o que levou a nova estação de 1927,  a ter sua entrada no sentido da já existente praça em frente a Igreja Matriz. Meu pai fotografou duas vezes esse trecho da Antônio Prado. Os prédios primitivos ainda estão presentes, embora com algumas alterações em suas  fachadas.

Esta é uma foto de finais dos anos 1930. À esquerda vemos, beirando a linha do trem, o prédio do Hotel Lider, na época de propriedade de dois dos irmãos Zaki Abucham. Da sacada desse hotel  meu pai fotografou alguns …

O SETE DE SETEMBRO AO LONGO DE MUITAS DÉCADAS

Imagem
7-9-2017 Parabéns "Folha de Ourinhos"! 61 anos informando e educando.
A obra de Miguel Farah sendo conduzida bravamente por suas filhas.


Desde os anos 1930, o Sete de Setembro foi objeto de festivas comemorações em Ourinhos

O povo ourinhense teve occasião de assistir terça-feira ultima, a uma festa civica cuja realização, com toda a justiça, constitue motivo de orgulho para todos aquelles que contribuíram no sentido de que fosse a mesma e aliás pela primeira vez levada a effeito entre nós. Queremos nos referir á grande parada escolar que teve lugar, naquelle dia, no campo do Ourinhense, em commemoração á data anniversaria da Independencia do Brasil, e de que participaram todos os alumnos do Grupo Escolar e de outros estabelecimentos de ensino desta cidade.  A Voz do Povo, 10-9-1938, In Tertuliana




O desfile sobe a Antônio Prado na altura da passagem da linha da Sorocabana vindo do campo de futebol do "Operário". À frente o Tiro de Guerra. Meu pai fez a foto de uma das saca…

A SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS

Imagem
Numa das mais antigas vilas da   cidade, foi criado em 1956 um clube de futebol que fez sucesso nos anos 1950, 1960 e início dos 1970 - a Sociedade Esportiva Palmeiras. O clube esportivo foi campeão municipal nos anos de 1957, 58 e 1965, tendo em seu time muitos jogadores de qualidade .



Meu colega de bancos ginasianos, o professor de história Carlos Lopes Baia, fez um bom resumo sobre as origens e trajetória da associação esportiva, publicado online em http://cacellain.com.br/blog/?p=41721. Desse trabalho transcrevo o trecho abaixo:
O ano de 1959 foi marcante na história do clube. Além do titulo de campeão em 1957 e 1958, inaugurava-se no dia 14 de maio a sua sede social, instalada em um barracão de madeira cedido pelo comerciante Tufik Zaki próximo ao Bar. Ainda nesse ano já era realizado um concurso para a escolha de uma rainha para o clube. O concurso foi através da venda de (sic)  e não de uma banca de examinadores. Terezinha Dadona, Terezinha Lantman, Terezinha Moia, Edi Lopes, Eme…