Postagens

UMA FACE DA PRAÇA MELO PEIXOTO EM TRÊS MOMENTOS

Imagem
A Praça Melo Peixoto, conhecida em seus primeiros anos de vida como Largo da Matriz, teve 5 perfis. Nos primeiros anos, era um quarteirão descampado que começou a ter ares de praça após a construção de um coreto,  em 1927. Já no início dos anos 1930, foi providenciado um arruamento tosco no local e plantadas as primeiras árvores. Pelo que se vê em algumas fotos, eram ruas internas cruzando os quatro pontos da praça. Em 1937, ela se tornou uma praça digna dessa denominação graças a uma reforma arquitetônica muito feliz,  que lhe deu beleza e  charme. Um tanque de areia para crianças   num dos lados e um tanque d'água  redondo  no centro,  muito contribuíram para o seu embelezamento. O coreto foi conservado, postes de iluminação em ferro fundido e  bancos de madeira foram espalhados por suas ruas, que receberam calçamento  nos finais dos anos 1950.  As árvores cresceram, os canteiros se encheram de vegetação e  as andorinhas fizeram seus ninhos nas imensas ficus benjamina e  Andá-açu…

O REENCONTRO DE ALUNOS DAS PRIMEIRAS TURMAS DO CURSO GINASIAL DO INSTITUTO EDUCACIONAL DE OURINHOS (1977)

Imagem
, que funcionou em prédio da Rua Paraná, nº 305, o do antigo Grupo Escolar. A primeira turma teve suas iniciadas suas aulas, num prédio da rua São Paulo, creio, até a conclusão do edifício construído nos limites norte da cidade, tendo o cafezal à sua volta. Brevemente esse prédio teria como vizinho a Santa Casa de Misericórdia. No ano seguinte (26/2/1939) , foi lançada a pedra fundamental do ginásio.
A "Sociedade Expansão Cultural de Ourinhos" foi a responsável, juntamente com a prefeitura municipal, pela criação do primeiro ginásio em  Ourinhos, portanto uma iniciativa público-privada. Sua constituição ocorreu em 1938. Já então publicou-se a chamada para os cursos preparatórios
Foto por Frederico Hahn
Em 1977, Lurdes de Freitas organizou um encontro de integrantes das primeiras turmas do curso ginasial do Instituto Educacional de Ourinhos.
Meu tio, o advogado Herculano Neves, residente em São Paulo, fez a saudação aos colegas:





Foi celebrada uma missa na Igreja Matriz do Senhor Bom …

ALTINO ARANTES, QUARTEIRÃO ENTRE ANTONIO CARLOS MORI E CARDOSO RIBEIRO

Imagem
PARABÉNS OURINHOS PELOS SEUS 99 ANOS
Meu pai nas centenas de fotos de desfiles de 7  Setembro que fez, tinha preferência por alguns pontos chaves da cidade. Um deles foi o trecho compreendido entre a  Avenida Altino Arantes, pela qual os desfiles desciam no sentido Praça Melo Peixoto, com a Rua Antonio Carlos Mori. Eu diria que foi um ponto escolhido a dedo pelo olhar de repórter fotográfico de que ele era dotado. Esta é uma das mais antigas, e para fazê-la ele deve ter se postado do outro lado da Altino Arantes,  quase em frente a um posto de gasolina lá existia, privilegiando dessa forma a casa da família Tocalino, que é vista em primeiro plano ( a do construtor Henrique Tocalino).
A foto abaixo, desse mesmo trecho,  é do início dos anos 1950, na qual se vê casa de Henrique Tocalino com mais detalhes, e os outros dois sobrados mais acima



Para esta foto que fiz há cerca de 7 anos, postei-me na mesma posição em que meu pai estava. A casa de Henrique Tocalino já não existe, em seu terreno f…

UM RECADO DA MAIS BELA ANDÁ-AÇU DA PRAÇA MELO PEIXOTO AO PREFEITO MUNICIPAL

Imagem
Olá! Eu sou a mais bela das  Andá-Açu que existem na Praça Melo Peixoto.
O professor José Carlos já falou a meu respeito pelas páginas da “Folha de Ourinhos”. Gostei muito do que ele escreveu certa ocasião dizendo que sou a mais bonita entre todas as minhas irmãs que se encontram na Praça.
Somos originárias do Brasil, e nossa presença se faz sentir principalmente nas regiões litorâneas. Os frutos que produzimos têm funções medicinais, e a nossa madeira é usada na fabricação de palitos. Isso significa que não produzimos tão somente uma boa sombra. Como somos muito populares, temos muitas denominações: anda, anda-guacu, andacu-joanesia, anda-assu, andaz, boleita, castanha-de-arara, coco-de gentio, coco-de-purga, conanda-acu, cotieira, fruta-de-arara, fruta-de-cotia, fruta-de-papagaio, fruta-de-purga, inda-acu, inda-guacu, indai-acu, noz-de-bugre, paulista, purga-de-cavalo, purga-de-gentio, purga-paulista.
Quem nos terá trazido para Ourinhos? Infelizmente não sabemos quem foi nosso padrinho…

ANKITO, O COMEDIANTE (1924-2009), EM OURINHOS (ESPORTE CLUBE PALMEIRAS)

Imagem
Natural de São Paulo, Ankito foi um dos grandes atores da chanchada brasileira, gênero cinematográfico que fez muito sucesso nos anos 1950 e parte dos 1960. As chanchadas atraíam multidões aos cinemas

Era de família circense, filho do palhaço Faísca e sobrinho do famoso Piolim.

Começou atuar profissionalmente em circo com sete anos, no globo da morte.

Foi campeão sul americano de acrobacia, tendo trabalhado no famoso Cassino da Urca, no Rio de Janeiro.

No início dos anos 1950, começou a fazer teatro, tendo feito seu primeiro filme, em 1952 – “É fogo na roupa”. Estava decidido o seu destino – o cinema brasileiro.

Atuou em 56 filmes.

Fez também muitos programas humorísticos nas emissoras: Tupi, Record, Bandeirantes e Globo, na qual atuou também em algumas novelas.

Era comum naqueles anos, os humoristas se apresentarem em clubes dançantes e esportivos. Foi o caso do Esporte Clube Palmeiras, associação localizada na Vila Margarida, e que fez história na cidade de Ourinhos.

A foto é de uma apresen…

OS 80 ANOS DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DE OURINHOS

Imagem
Em 30 de outubro pp, o Sistema Municipal de Ensino de Ourinhos completou 70 anos. Data que merece ser recordada, seja pela importância da medida, seja pela qualidade da Lei promulgada naquela data (Lei nº 19, de 30/9/1937). Não sei se ainda existem as atas da primeira Câmara Municipal de Ourinhos. Na página online do Município apenas se faz menção às legislaturas inciadas em 1948. Se não foi preservado o Livro de Atas, nunca saberemos quem foi o autor da proposição, lamentavelmente. Essa lei criou o sistema Educativo Municipal, que seria mantido com o valor correspondente a dez por cento  das rendas tributárias do município. Ele dava ênfase ao ensino primário, profissional e agrícola, segundo a lei orgânica dos municípios e a Constituição Estadual. Uma medida bastante avançada era o ingresso por meio de concurso.  Os professores, para serem nomeados,  deveriam ser diplomados por escola normal oficial ou equiparada. Dar-se-ia preferência a professores que residissem no município.
O ordenad…

UMA FACE DE OURINHOS NA ÚLTIMA METADE DOS ANOS 1940

Imagem
Esta foto, de autoria desconhecida, embora tomada de uma altura que não permite a visualização de muitos detalhes (veja-a em seu tamanho máximo, nela clicando), é singular. Primeiramente, por mostrar uma vasta extensão da Fazenda Múrcia, de Horácio Soares, aquela que foi loteada e comercializada a partir de meados dos anos 1960, dando origem a novos bairros que margeavam o leito da Rede de Viação Paraná-Santa Catarina e da Avenida Rodrigues Alves, na altura do reservatório da SAE que lá existe hoje. Também dá para ver a o avanço grande que a urbanização tomara na década de 1940, nas faces norte e leste da cidade, já alcançando a chamada "estrada oficial".  A visão do horizonte na sua face leste é muito bonita. Se não estou enganado, pode-se ver o prédio do Seminário Josefino, situando-se naquela época num dos limites da cidade. Uma cidade ainda jovem, nos seus trinta anos de existência.