LUIZ RODRIGUES DE SOUZA, UM VOLUNTÁRIO DE 1932





Luis Rodrigues de Souza, voluntário ourinhense em 1932, perdeu sua vida na Revolução Paulista.
Na ocasião, havia-se formado um batalhão denominado "Teopompo", do qual subsistem algumas fotos.
O profº Constantino Molina, espanhol que residiu muitos anos em Ourinhos e foi o fundador do Instituto Rui Barbosa, instituição privada de ensino, escreveu um livro narrando os acontecimentos de 1932 na cidade. (no museu há uma cópia dessa publicação).
Quando da ocasião da ida dos restos mortais do jovem voluntário para o mausoléu existente no Parque do Ibirapuera, realizou-se uma cerimônia, na Praça Melo Peixoto, ocasião em que foi feita esta foto (desconheço a autoria).
Nela vemos dois párocos da cidade: de braços cruzados, Domingos Trivi, italiano que conduziu por muitos anos a Paróquia do Senhor Bom Jesus e Duílio, também italiano, que permaneceu muito tempo à frente do Seminário Josefino. À direita, em primeiro plano, de mãos cruzadas, o prefeito à época, profº José Maria Paschoalick (1956-1959). À esquerda, de óculos escuros, entre os dois irmãos Ferreira de Campos, o profº Alberto Braz, vereador na ocasião. Mais ao fundo está meu pai, Francisco de Almeida Lopes.
(Publicado na Folha de Ourinhos)

Comentários

Daniel disse…
José Carlos.

Reconheço nesta foto, atras do Prof. Paschoalik, com farda do Tiro de Guerra o meu grande amigo Wilson Carneiro, comerciante de Ourinhos, e grande goleiro do Palmeirinha, onde jogamos juntos nos anos de 1966 até 1970.
O Wilson ainda mora em Ourinhos e sempre encontro ele por lá.

Pachá.