Pular para o conteúdo principal

O MONSENHOR DAVID CORSO E A EDIFICAÇÃO DA IGREJA DO SENHOR BOM JESUS

Quem teria sido o padre responsável pela edificação da primeira igreja do Senhor Bom Jesus de Ourinhos? 
O responsável pela edificação da Igreja do Senhor Bom Jesus, não foi o primeiro pároco, padre Adauto Rocha, que assumiu a paróquia criada em 20 de junho de 1919, mas sim o segundo pároco, o  padre David Corso.
Padre David Corso foi nomeado em 11 de junho de 1920.
Uma comunidade católica em franco crescimento requeria a edificação  de uma igreja a sua altura, e o padre David Corso levou adiante esse propósito.
O local escolhido para a edificação foi um terreno localizado no centro do quarteirão que dava de frente para o Largo drº Melo Peixoto (atual Praça Melo Peixoto). Em 7 de junho de 1920 ali foi lançada a pedra fundamental.


É muito provável que esta foto seja do dia da inauguração da Igreja Matriz.
Ela ilustra o livro de Jefferson Del Rios Vieira Neves - "Ourinhos - memória de uma cidade paulista"

Dois anos depois (5-11-1922), procedia-se à benção do sino da igreja já levantada.
No ano seguinte, em 6 de agosto, o dia do padroeiro Senhor Bom Jesus, foram benzidos os altares laterais e as imagens de São Roque e do Sagrado Coração de Jesus, seus ocupantes. Não me recordo da  imagem que ocupava o altar esquerdo, mas sim do ocupante do altar direito - Sagrado Coração de Jesus.
O Altar-Mor, o mais importante em uma igreja, foi abençoada antes da Missa do Galo de 1923. Foi obra do artista de Cerquilho, Camilo de Caroli.
 Minha lembrança de menino guarda a imagem de um belo altar, como também do "coro", onde ficava o pequeno harmônio, já com o teclado amarelado pelo toque dos dedos do maestro Galileu Andolfo, o "mestre de capela da Igreja Matriz de Ourinhos. Ali, ao seu lado, ouvi as músicas que tocou na Missa de 7º dia pela morte de meu avô, em 1955.
Nos fundos da igreja foi edificada a casa paroquial, da qual também me recordo, pois foi numa de suas dependências que fiz a preparação para a primeira comunhão - catecismo (1955). A missa da primeira comunhão foi celebrado no novo templo, a "igreja nova"', como era chamada popularmente.
O padre David Corso, nomeado para a paróquia de Assis, foi sucedido pelo padre Francisco de La Torre Lucena.
Numa pesquisa que estou realizando, acabei encontrando uma foto do jovem padre David Corso abençoando a partida do primeiro trem da Companhia Ferroviária São Paulo-Paraná, ainda pertencente a um grupo de fazendeiros, em direção  às estações de  Leoflora e Presidente Munhoz. 
Foto: "A Cigarra, 15-6-1944


Pergunto-me quem teriam sido aqueles dois garotos, os sacristões que estão ao lado padre David.
Num blog (http://monserdavidcorso.blogspot.com.br/) encontrei alguns dados sobre ele.
O padre David Corso faleceu em 1949 na cidade de Assis, com fama de santo. Na praça onde fica a Igreja Matriz  há um busto dele. Sua capela no cemitério é   a mais visitada no dia de Finados.
Ele nasceu em Fonzaso, Itália, tendo sido ordenado em Pádua (1909)
Veio para o Brasil em 1914.
Ele foi por duas vezes pároco de Assis.

Foto: Blog "Você conhece Monsenhor David Corso"

O seu falecimento foi noticiado pelo semanário "A Voz do Povo, de 18 de junho de 1949:



"Monsenhor David  Corso

Quinta feira última, dia 16 á luz do dia, na cidade de Assiz, cerrou os olhos, o esti­mado sacerdote Monsenhor David Corso. O passamento do ilustre extinto encheu de pesar a nossa cidade, pois, Monsenhor David Corso durante varios anos foi vigário de Ourinhos, e como vigário da paróquia desta cidade, construiu a atual Igreja Matriz. O padre David Corso, durante o tempo em que foi vigário de Ourinhos, conse­guiu  conquistar a simpatia de todos, graças a sua lhaneza no trato, e graças á sua magnimidade de coração. 

Desaparece o ilustre sacerdo­te aos 73 anos de idade, e o seu traspasse encheu de pezar toda Assiz, como tambem a nossa Ourinhos, onde ele deixou um grande circulo de amizade."



Os dados sobre a Igreja Matriz foram obtidos no artigo publicado no Diário de Ourinhos de 29-7-2010: "Catedral prepara festa para comemorar o Dia do Padroeiro Senhor Bom Jesus", de autoria de Rose Pimentel Mader e Rafael Saquetti

Comentários

Zélia Guardiano disse…
Que riqueza de postagem, Jose Carlos! Encantou-me! Muito grata! Abraço
Murilo Cipriano disse…
Lindo relato . .desse gde homem de DEUS ..Passei a conhecer um pouco mais a história de Pe.DAVID CORSO ..SOU NATURAL de Presidente bernardes s.p.
Valdir cipriano ..1963 ..53 meu saudoso pai . Pedro cipriano ..1915 ..participou da construção da igreja matriz de nossa cidade sob direção desse gde homem ..PE.DAVID CORSO ..
meados de 1930 ..1940 mais ou menos ..
Hj. faço parte dessa linda comunidade catilica CRISTÃ EU E MINHA FAMILIA ..que teve seu inicio com Pe DAVID CORSO ..VALEU JOSÉ CARLOS ..abraço fraterno ..

Obrigado, pelas considerações.
Abraço.

Postagens mais visitadas deste blog

O CINQUENTENÁRIO DA TURMA DE DEBUTANTES DE 1966 DO GRÊMIO RECREATIVO DE OURINHOS

A edição de 3 de setembro de 1966 do jornal O Progresso de Ourinhos saiu com a capa em cores, sendo praticamente dedicada a reportagens sobre as debutantes de 1966 do Grêmio Recreativo de Ourinhos. Na capa, a manchete foi:


Alice Chiarato, Ana Cristina Paula Lima, Aparecida de Oliveira, Cleide Prioli Gaudêncio, Cleonice das Graças Teixeira, Déa Maria dos Reis, Eloisa de Azevedo, Guacyra Maria Ferrari, Mariângela Baccili Zanoto, Mariângela Cury, Maria Ângela Pinheiro, Maria Dilza de Freitas Faria, Maria Silvia Bueno de Campos, Sílvia Nicolosi Correia, Silza Saccheli Santos







Nas páginas seguintes, as debutantes de 1966 foram entrevistadas sobre algumas de suas preferências e aspirações. Cada uma das debutantes tiveram sua foto publicada no topo da entrevista





O ator  preferido das adolescentes foi, de longe,  Rock Hudson, seguido por Alain Delon; já quanto ao cantor a preferência foi por Agnaldo Rayol.
Rock Hudson
À pergunta sobre a vocação foram citadas: engenharia química, psicologia, música, …

DE VOLTA PARA O PASSADO: 1961, AS TORRES DA IGREJA MATRIZ DO SENHOR BOM JESUS

À esquerda padre Domingos Trivi, à direita padre Eduardo Murante

Nesta edição comemorativa dos sessenta nos do mais antigo jornal de Ourinhos, a "Folha de Ourinhos", nada melhor do que um assunto próximo às origens do semanário veterano. Numa das últimas visitas que fiz ao nosso  saudoso  amigo drº Antonio Ferreira Batista, que foi gerente do Banco do Estado de São Paulo - Banespa entre os anos de 1950 e 1960, quando comentei algo sobre o Padre Domingos Trivi, o srº Ferreira contou-me que havia sugerido a esse pároco uma grande ação para que a Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus tivesse finalmente suas torres concluídas. Desde os finais dos anos 1940, quermesses, leilões de prendas e outras ações por parte dos paroquianos tornaram possível a edificação da nova Igreja Matriz.  
Concluída na parte interna, embora ainda sem um acabamento mais fino,  já nos primeiros anos da década de 1950, cerimônias foram sendo realizadas no novo templo. 
Era necessário, então, a finalização de sua f…

LIBERTO RESTA (1914-1984), O CHEFE DO ESCRITÓRIO DA SANBRA

Nessa foto de autoria de meu pai,vemos Liberto e Ditinho acompanhados por Arlindo (trabalhava na seção pessoal da Sanbra) no acordeão e Robertinho (trabalhava na Coletoria Estadual), por ocasião de uma homenagem a Ourinhos no programa televisivo de Homero Silva, no final dos anos 1960.

Nesta foto vemos o casal Liberto e Ynira, a filha Rosa Maria, Ivone Duarte de Souza, esposa do gerente da Sanbra José Fernandes de Souza e a filha Cristina por volta de finais dos anos 1950.

Os dois anos e meio em que trabalhei na Sanbra foram marcantes para mim Muitos dos empregados da fábrica e do escritório tornaram-se um paradigma para minha vida profissional ao longo de 50 anos. Um deles foi Liberto Resta. Ingressei com 15 anos no escritório, na condição de aprendiz. Liberto era o chefe do escritório.
Foi o responsável pla formação da primeira equipe do escritório da Sabra em Ourinhos.
Na foto abaixo vemos Liberto juntamente com alguns empregados do escritório e da fábrica, no ínicio dos anos 1950.
Aga…