20.5.16

OURINHOS A CAMINHO DO CENTENÁRIO: A FILARMÔNICA MUNICIPAL "LIRA CARLOS GOMES" (1942)



Foto por Frederico Hahn.

No século passado, toda cidade, por menor que fosse, envidava esforços para constituir uma banda municipal. 
As praças tinham coreto, o qual entre outras finalidades, tinha a de abrigar uma  banda. Numa época em que poucos tinham rádio em casa, dirigir-se à praça para assistir a concertos de banda era um programa que agradava a muitos. 
Ourinhos, desde a inauguração do coreto da Praça Melo Peixoto, em 1927, passou a ter uma banda municipal. É certo que volta e meia ela acabava se extinguindo, mas renascia depois de algum tempo.
A banda criada em 1937, extinguiu-se, vindo a renascer no início da década seguinte, graças a ação do prefeito Horácio Soares. A inauguração deu-se na gestão do prefeito seguinte,  drº Hermelino Agnes de Leão".
Em 3 de janeiro de 1942, o jornal "A Voz do Povo" noticiava a inauguração de uma nova banda

"Dar-se-á amanhã, ás 19 horas, a inauguração solene da nossa Filarmônica Municipal «Lira Carlos Gomes», organisada e dirigida pelo competente e esforçado maestro Francisco Leite de Camargo. A nova corporação musical, cujos componentes, na sua maioria, são músicos novos, discípulos com menos de meio ano de aprendizado, trabalhados pelo maestro Camargo, sem favor, um artista de méritos, apto e energico, é formada por 36 figuras, uniformizadas garbosamente. O seu repertorio não é atualmente, como facil será aquilatar pelo seu tempo de organisação restrito, vasto, mas é, contudo, primorosamente escolhido e bem ensaiado, com números de musicas modernas, de sensa­ção, todas de autoria do proprio maestro Camargo, o qual, alem de bom maestro, é ainda compositor de musica de bela escola e de muito gosto.
A banda de musica incorporada, fará amanhã, inicialmente, uma visita aos paraninfos da mesma corporação, Sra. Dona Maria Gomes de Leão, digníssima esposa do Sr. Dr. Hermelino de Leão, prefeito municipal e Horacio Soares, onde fará uso da palavra, numa saudação de reconhecimento, em nome da corporação, o jornalista e farmacêutico Edison Pinheiro. Logo depois, encaminhará a filarmônica para o corêto da praça Melo Peixoto, tendo então o Sr, Edison, ainda por solicitação do maestro Camargo, ensejo de fazer a apresentação da banda de musica ao povo ourinhense.como mais um patrimônio da cidade, seguindo-se o primeiro concerto publico pela corporação, de acordo com o programa anteriormente divulgado. Esse acontecimento constituirá, por certo, motivo de agrado geral, vindo atestar tambem os esforços bem sucedidos do maestro Camargo, na formação da banda local, lacuna que em nossa cidade vinha se fazendo sentir. "



No dia aprazado, deu-se a inauguração que contou com a presença "de mais de mil pessoas".
À frente da casa do prefeito Hermelino, às 19 horas,  o jornalista e farmacêutico Edison Pinheiro,  saudou os paraninfos da banda, falando em seguida o ex-prefeito Horácio Soares que, ao final, presenteou o maestro Francisco Leite de Camargo com uma batuta de prata. Desse local a banda dirigiu-se à Praça Melo Peixoto, e iniciou a sua apresentação após uma fala do prefeito ocupando o microfone da Rádio Comercial de Ourinhos.
 O programa executado era composto de músicas  de autoria do maestro Camargo. O mesmo programa foi reprisado no dia seguinte.
A população estava feliz, pois tinha de volta a sua banda municipal.

Um comentário:

NewtonC disse...

Bela foto e bela lembrança, José Carlos. Quase todos a cidades possuiam sua banda de música e o tradicional coreto na praça. Infelizmente, essa é uma tradição que está sendo esquecida cada vez mais. Abraços.