1.9.12

A IRMANDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS DE OURINHOS



Na primeira metade do século passado,  ainda era marcante a presença de diversas irmandades no seio da Igreja Católica. Essa presença remonta ao início da colonização portuguesa.
Uma delas foi a Irmandade do Sagrado Coração de Jesus.
Essa irmandade era composta por senhoras casadas, mães de família, vestidas de preto, as cabeças cobertas por véus de filó negro; no peito portavam fitas rubras de cetim. Contrastava com a Irmandade das Filhas de Maria, constituída por mulheres solteiras, vestidas de branco, cabeças cobertas por véus de filo branco, portando no peito uma fita azul.
Outra irmandade importante era a do Santíssimo Sacramento, constituída por homens. Eram os chamados de Irmãos do Santíssimoos quais carregavam o pálio, sob o qual o sacerdote portava o Santíssimo Sacramento nas procissões, e acompanham as cerimônias ladeando o altar. Eles usavam uma "opa" (capa na cor rubra) e carregavam uma espécie de tocha. Ainda estão presentes em muitas igrejas do interior. 
Na foto,  vemos senhoras da Irmandade do Sagrado Coração de Jesus de Ourinhos, nos anos 1940, sustentando um andor com a imagem que ficava num dos andares laterais da Igreja. Ao lado delas acham-se dois "Irmãos do Santíssimo". O vigário já era o padre Eduardo Murante.
As duas senhoras que estão à frente são: Alice Machado, que foi  agente do Correio e sogra de Mário Branco, e Izaira Saladini Crivellari, esposa de "Ico" Crivellari, tio de Nilo Ferrari. 
Quem seriam as meninas vestidas de anjo?
A foto, de autoria desconhecida, foi postada inicialmente em http://monteirowilson.fotoblog.uol.com.br/ .

Um comentário:

Jose Carlos Marão disse...

José Carlos



Havia também a Cruzada Infantil, dirigida pela famosa Irmã Benigna.

abraços