O COTIDIANO (1937)


Novamente, Ourinhos passava por um período sem  Banda Municipal, corporação musical fundamental naqueles anos em que a praça pública era frequentada pela população. As Bandas promoviam retretas no coreto da praça, sendo assistidas entusiasticamente  pela população. 
Uma nova corporação seria organizada na gestão do prefeito drº Hermelino de Leão. Ele é vista na foto abaixo, na qual estão também o prefeito Hermelino, a esposa Tata e o ex-prefeito Horácio Soares.

O articulista dava aqui uma cutucada nos Integralistas e Comunistas
A inauguração se concretizaria alguns meses depois, sendo uma das grandes obras do prefeito Benedito Camargo .
A deficiente iluminação da cidade era criticada.


Eis uma foto do prefeito Benedito Camargo em sua residência, onde hoje se encontra o Colégio Drumond/Anglo, na Rua 9 de Julho. Ele é visto à direita, tendo ao lado o Bispo de Botucatu, D. Carlos Duarte da Costa,  o vigário local Padre Vitor Moreno, que assumira a função em 5/5/1931,  e a esposa com a filha caçula Maria Helena ao colo. Maria Helena viria a ser a esposa do maestro Olivier Toni, renomado músico paulista.







O futebol entusiasmava população.


A Câmara Municipal em ação, votando crédito especial.

Na foto abaixo, vemos à esquerda Benedito Monteiro que foi o contador da Companhia Ferroviária São Paulo-Paraná, por duas vezes vereador e um dos fundadores da Sociedade Vicentina. à direita o mestre de
obras, Tomas Lopes.
 

Comentários