LADY HAMILTON, A DIVINA DAMA, CARTAZ DO CINE CASSINO



No ano de 1942, o cine Cassino vivia seus últimos dias. Já se achava em construção a nova e moderna sala de cinema de Ourinhos, de propriedade do empresário Emílio Pedutti, de Botucatu, um plantador de cinemas no interior paulista. Na sessão de quinta feira, dia 5 de fevereiro de 1942, seria exibido mais um sucesso de Hollywood:


THAT HAMILTON WOMANN
LADY HAMILTON, A DIVINA DAMA

CARTAZ DO CINE CASSINO – OURINHOS
5-2-1942


O filme é de 1941, o que demonstra que as pequenas cidades do interior estavam praticamente em dia com os sucessos do cinema norte-americano, detentor quase exclusivo das platéias brasileiras da época.
O diretor foi Alexander Korda, inglês que fora para Hollywood em 1939. Tinha no elenco, além de Vivian Leigh (1913-1967), o britânico Laurence Olivier, com quem havia casado em 1940, no papel de Lord Nelson. O casamento dos dois durou até 1962.
Vivian era nascida na Índia, quando esta ainda pertencia ao Império Britânico.
O drama tinha como ação central a história da relação extraconjugal entre Lady Hamilton e Lord Nelson, famoso almirante inglês, vencedor de tantas batalhas.
A película ganhou um Oscar na categoria som, tendo sido nominado para outros dois: o de melhor diretor de fotografia em preto e branco, o célebre Rudolph Maté, e o de melhores efeitos (fotografia) e de efeitos especiais (som).

Comentários