OURINHOS A CAMINHO DO CENTENÁRIO - 11-7-1937 - A NOVA PRAÇA MELO PEIXOTO





Estas duas fotos, provavelmente de autoria de Frederico Hahn, mostram todos os equipamentos da nova praça: o tanque de areia para crianças, o lago central e o coreto. A ruas da praça não eram pavimentadas. A pavimentação somente veio a ocorrer nos dois últimos anos da década de 1940. O sobrado mais amplo que se vê na segunda foto era a residência da família Cury. Na primeira foto observa-se a presença da mais bela Andá-Açu, a indicar pelo seu porte que ela deve ter sido plantada nos anos 1920.


Embora a Praça Melo Peixoto já existisse desde os anos 1920, somente veio a ser efetivamente uma praça em 1937, graças à ação do prefeito Benedito Martins de Camargo que, curiosamente, não a inaugurou porque renunciou ao cargo um dia antes da realização do evento,   marcado para o dia 11-7.
O jornal local, A Voz do Povo, não apontou as causas da renúncia. Talvez as várias críticas que o diário local fez ao prefeito ao longo da primeira metade do ano, possa ter influenciado a  sua decisão.
Como não existia a figura de vice-prefeito, a Câmara Municipal realizou uma sessão para a escolha do sucessor entre os seus pares.





A VOZ DO POVO 10-7-1937



Este é outro ângulo , obtido da torre da Igreja Matriz.

Comentários

Com certeza a vida marchava com passos mais lentos, permitindo às pessoas a contemplação do seu entorno. Hoje em dia, quanta pressa! Mas, mesmo assim, sempre vale a pena ir fotografando para o futuro.
NewtonC disse…
Belas fotos de uma linda praça.
Rico Abucham disse…

Rico Abucham escreveu:

Ze td bem? Nao da para acreditar que Ourinhos era como nas fotos , te juro Abraco Rico

Pois é, Rico. Acho essa praça graciosa. Até hoje não consegui descobrir de quem foi a sua concepção arquitetônica. Nesse estilo ela deveria existir até hoje, com o antigo coreto e tudo, à exceção das ruas, coisa que o Barbozinha corrigiu, dotando-as de calçamento no padrão português, que era lindo. A praça moderna o Paschoalick poderia ter feito em frente a Santa Casa.
Abraço.