4.10.14

AS ELEIÇÕES DE 2 DE DEZEMBRO DE 1945

Em 2 de dezembro de 1945, o Brasil saia de um jejum de mais de 11 anos no que dizia respeito à escolha de presidente da República. A última eleição presidencial ocorrera em 1934 pela forma indireta, quando,  um dia após a promulgação da segunda constituição republicana (16-7), a Assembléia Nacional Constituinte elegeu Getúlio Vargas, cujo mandato se encerraria com a eleição pelo voto direto de novo presidente,  a ocorrer em 3 de maio de 1938. Essa eleição não ocorreu devido ao golpe que instituiu o Estado Novo, em novembro de 1937.

O Chefe do Estado Novo, Getúlio Vargas, pressionado pelos militares, renunciou em 29 de outubro de 1945,  tendo assumido a presidência o  ministro José Linhares, presidente do Supremo Tribunal Federal, o qual convocou eleições presidenciais para o dia 2 de dezembro de 1945.

Na parte inferior da primeira página do jornal "A Voz Povo", de 1º de dezembro de 1945,  era publicada a propaganda abaixo:

      "BRASILEIRO! Ajuda tua Pátria progredir, votando no

General Eurico Gaspar Dutra
PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA"


Concorreram quatro candidatos: General Eurico Gaspar Dutra apoiado pelo Partido Social Democrático (PSD) e  pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB); Brigadeiro Eduardo Gomes - União Democrática Nacional (UDN); engenheiro Yedo Fiuza  - Partido Comunista Brasileiro (PCB) e Mário Rolim Teles pelo Partido Agrário Nacional (PAN)







No dia 8-12, o semanário publicava:

"Resultado Final das Eleições em Ourinhos
Após uma intensa campanha de propaganda eleitoral  feita pelos partidos políticos locais, o povo de Ourinhos, sereno e consciente  dos seus deveres marchou para as urnas a fim de depositar o seu vóto, para cooperar na jornada de redemocratização  do país.
O pleito de 2 de dezembro fei uma verdadeira demonstração de civismo da gente brasileira.
Em Ourinhos as eleições foram realizadas n'um ambiente de absoluta calma, não se verificando quaisquer incidente que viésse perturbar a marcha do importante pleito."

O resultado foi o seguinte:
Votaram 2.810 eleitores
Houve 58 votos anulados
Partido Trabalhista Brasileiro - 1244
União Democrática Nacional - 653
Partido Social Democrático - 561
Partido Comunista Brasileiro - 99

Para deputados:
PTB - 1244
UDN - 653
PSD - 561
PCB - 99
 Para senadores:
PTB  - 1344
UDN - 702
PSD - 347
PCB - 113 

O TÍTULO ELEITORAL DE MEU AVÔ

Esta é a capa do título eleitoral que entrou em vigor no Brasil em 1933. Agora com o voto secreto. Ele tinha uma capa dura personalizada (vide o nome) 



 Página interna com os dados do eleitor. Emitido em 30-3-1933. Quem o assinou foi Abraão Abujamra. Foi revalidado em 16 de outubro de 1945, assinado pelo juiz Antônio da Rocha Paes.


Ele votou em 1933,  1934, 1936, 1945, 1947, 1950, 1951 e 1954, a última, pois faleceu em 1º-1-1955.

2 comentários:

Minhas historias disse...

José Carlos bom dia
Estrangeiros podia votar?

José Carlos Neves Lopes disse...

Sim , de acordo com a Constituição de 1891.