21.9.13

A MISSA DE DOMINGO NO NOVO TEMPLO



Domingo de céu aberto, o belo céu da minha terra natal. Sol pleno e já castigando.
Saíamos da missa de domingo no novo templo ainda sem acabamento, mas já sendo utilizado para casamento e missas. 
A "igreja velha" lá na praça ia,  aos poucos, perdendo o seu status.
O mato crescia no entorno da praça que não era praça.
O chão de terra era o paraíso dos garotos que lá jogavam bete alta e bolinha de vidro.
Na foto por Francisco de Almeida Lopes: José Carlos e a mãe Amélia, dona Olívia uma vizinha da Rio de Janeiro, com a filha Rosa Maria

CANTIGA, por Dalva M. Ferreira em http://poesiasecasos.blogspot.com.br/



Existe dentro de mim 
uma pessoa diferente 
bem melhor e bem mais crente 

uma esperança teimosa 
e o amor a todas as coisas

telhados velhos, janelas
e a tranquilidade da aldeia 

o amanhecer, passarinhos 
e o rio sereno e as pessoas

Talvez exista uma viola, 
e uma cantiga de amigo, 
no mundo, dentro de mim. 

Nenhum comentário: