A INAUGURAÇÃO DA CLÍNICA OVÍDIO PORTUGAL


Clique sobre a foto.



No dia 20/12/1938, ocorreu a inauguração de uma clínica de olhos, ouvidos, nariz e garganta - Clínica Ovídio Portugal.
Pertencia ao drº Ovídio Portugal de Souza, especialista naquelas três áreas. O drº Ovídio era casado com a professora Helena Orsi
As solenidades tiveram início pela manhã com uma missa de ação de graças celebrada no saguão do edifício pelo pároco, o  cônego Reis Mello.
À tarde houve a benção do estabelecimento, à qual seguiu-se a visitação das instalações pelos convidados. O repórter de "A Voz do Povo" destacava:

"Atraía também a atenção uma ampla biblioteca onde a par de autores nacionais e das mais recentes publicações aparecidas em nosso País e no estrangeiro se alinhavam em várias estantes trabalhos especializados dos mais renomados mestres da ciência Hipócrates, franceses, ingleses e italianos." 

Aos presentes foi oferecida mesa de doce e bebidas.
O prédio fora obra do construtor Henrique Tocalino. Ainda existe na rua Expedicionário, quase esquina com Cardoso Ribeiro. 
Quando adolescente,  fiz minha primeira consulta de olhos nessa clínica com o drº Ovídio .
Entre os presentes identifico:
  • entre as crianças na primeira fileira à esquerda: Maria Lúcia  e Nice Nicolosi, Lauro Castilho, Fausto Castilho, Carlos Nicolosi;
  • na primeira fileira sentados: ao centro,  dona Tata, o cônego Reis Melo ladeado por Ovídio e Helena; à esquerda, a segunda é  Chiquinha Mano Filho, Emilieta Sassi,  filha dela mais velha, à direita, Else Moraes Sá, Henriqueta Tocalino, Geraldina Zório e   Emília Tocalino;
  • na primeira fileira,  Álvaro de Queiroz Marques (Drogasil), José das Neves Júnior, Mariinha Mano Filho,  Alzira Tocalino Nicolosi, Irene Faccini Bassi; 
  • nos degraus da porta de entrada, centro, Benedito Martins de Camargo, Miguel Cury, drº Hermelino Leão, Henrique Tocalino, João Flauzino Gonçalves, Ezelino Zório Maulen, Hermínio Socci; `a direita, José Faccini, Filemon de Mello Sá;
  • à esquerda: drº Bessa, Silvano Chiaradia, Bráulio Tocalino, Narciso Nicolosi Filho, Moacir de Melo Sá e Mário Branco;
  • à direita: Zé Faccini Bassi, Filemon de Melo Sá, Drº Mano Filho, Antonio Joaquim Ferreira.
Foto por Frederico Hahn

Comentários

Unknown disse…
O único de gravata borboleta é o Dr. Sebastião de Castro.

JL Bessa Neto
Cristina Souza disse…
J Carlos

Dr Ovídio foi um dos primeiros amigos de meu pai. Frequentavamos a casa dele com certa frequencia e tão logo fui crescendo fui percebendo também a elegancia e cultura daquele senhor impecável de gravata borboleta e roupa branca. Era de poucas palavras e muitos livros, sempre acompanhado de músicas classicas. Dona Helena era mais despojada, alegre e falante. Eu adorava ir a casa deles, linda, clara, cheia de plantas e muito bem decorada (direfente da casa de dona Tata e dr Hermelino, mais escura e de cômodos menores).
O que mais me impressionava era o banheiro, ou melhor, a sala de banho, enorme toda em branco e preto, mármore e granito. Dr Ovídio tinha um aparenho de ginástica lá dentro, tipo remo, sabe como é? Lembro que uma vez fomos com alguém que não me lembro, conhecer o banheiro e entramos todos (5 ou 6 adultos mais eu e o Zezo). Qdo fui operada de amídala na clínica, o almoço foi trazido para mim da casa deles por d, Helena.
Adoro essa foto.
Beijos
Cristina
Belas recordações Cristina. Que fim terá levado a sua biblioteca e outras coisas mais da casa. Eles não tiveram filhos.
Obrigado.
José Carlos
maorsinobile disse…
então... sou sobrinha-neta deles, meu ao era o irmão mais velho da tia Helena. As coisas da casa, após a morte do Tio Ovídio, foram de mudança com a tia Helena, para Tatuí. lá ela viveu muito, após o seu falecimento em 1997, as coisas e o dinheiro foram repartidos entre os sobrinhos e em valores iguais, como foi pedido por ela, antes de falecer.. Tia Helena, faleceu com 97 anos, sempre linda e elegante, sempre muito alegre com todos...A casa foi vendida, os animais foram doados ao Zoológico de São Paulo, o orquidário foi vendido, a biblioteca foi doada para uma faculdade de Medicina... eles eram muito amados por todos da Família e pelos amigos... foram pessoas incríveis!!! abraços da Maria do Caremo Nobile Orsi