17.12.11

PREFEITO ANTÔNIO LUIZ FERREIRA (1960-1963)




 Antônio Luiz Ferreira começou a se tornar popular em Ourinhos a partir dos anos 1940. Contador competente, tinha seu escritório e residência na Rua Antônio Prado, num prédio logo após a Drogasil.
Seu nome aparecia em comissões de fins religioso, social e político. 
 Foi um dos incorporadores que tornaram possível a criação, em 1948, da ZYS7 Rádio Clube de Ourinhos.
 Com a a redemocratização do país, logo após a queda do Estado Novo (1945), ingressa na vida política local, sonhando com a prefeitura. 
Seu sonho se torna realidade em 1960 quando se elege prefeito. Na sua gestão foi inaugurado o novo prédio do "Instituto de Educação Horácio Soares".  Foi obra de seu governo  o paisagismo da praça Benedito Camargo, onde se localiza a Igreja Matriz.  
Era um homem culto e simples. Somente deixou a casa da "Antonio Prado" quando, já idoso, seu filho (foi meu contemporâneo) levou-o para morar com ele.  
Ele e Benedito Monteiro Monteiro, também um excelente contador ( foi o contador da "São Paulo-Paraná", foram muito amigos. Assim, quando nasceu o penúltimo filho do casal Tomyres Devienne e Benedito Monteiro, "seu Antoninho" e a esposa batizaram  Paulo Roberto Monteiro.
"Seu Antoninho" tinha um irmão também morador de Ourinhos, Renato Ferreira, comerciante e muito popular (Renato Pneus Ltda). Era amante da pescaria. Foi vizinho de meus pais na rua Rio de Janeiro.
Logo após o batismo (creio que em 1944), Francisco de Almeida Lopes, primo de Tomyres fez essa foto onde vemos:
Em pé, da esquerda para a direita: Glória Monteiro, Benedito e Tomyres, minha mãe Amélia Neves Lopes, o garoto José Carlos Monteiro e Isolina Devienne, esposa de Alfredo Devienne. Sentados, Antônio Luiz Ferreira e esposa, tendo o bebê Paulo Roberto ao colo.
Retomo aqui uma opinião já expressada nesta coluna de outras vezes.  Já é tempo de resgatar a memória desse prefeito que morreu fora de Ourinhos,  e  ficou esquecido,  dando seu nome a uma rua, uma praça ou algum órgão municipal.  
 Foto por Francisco de Almeida Lopes

Nenhum comentário: