MANOEL DE MELO, O EDIL DA VILA ODILON



Ainda adolescente, ouvi falar pela primeira vez em Manoel Theodoro de Mello (1918), dono de um açougue na Vila Odilon. Na época, a Vila Odilon era um pouco distante da "cidade", para nós era como se fora um distrito. Era a vila das olarias com suas chaminés que se viam de longe. Olarias dos Fantinatti, dos Ferrazoli, Carnevalli, do Tone, a que que conheci de perto por força de minha amizade com a família.
A Vila Odilon, segundo narra Jefferson DEl Rios em "Ourinhos, Memórias de Uma Cidade Paulista" , elegeu Manoel de Mello sete vezes vereador. Filiado à UDN, foi eleito pela primeira vez em 1955. 
Essa foto, é de uma homenagem ao jornalista Salvador Fernandes, também vereador pela UDN e proprietário do jornal "Diário da Sorocabana" (recebendo  abraço).
 Sentado à mesa, vê-se de perfil Manoel Teodoro de Melo (ao centro).
Esta coluna homenageia assim a figura de Manoel Teodoro de Melo, o edil da Vila Odilon. 
Foto por Francisco de Almeida Lopes

Comentários