A FAMÍLIA MORI




Segundo depoimento ao jornalista Jefferson Del Rios (Ourinhos - memórias de uma cidade paulista), Júlio Mori, filho de italianos de Lucca (Ligúria), veio para Ourinhos em 1918, juntamente com Angelo Milanezzi, provenientes de Botucatu.
Compraram a maior parte do quarteirão compreendido entre as ruas Cardoso Ribeiro, Arlindo Luz, Paraná e Sergipe (atual Antonio Carlos Mori), onde montaram uma serraria. Naqueles anos, a demanda por madeira era muito grande.
Mais tarde, Júlio comprou a parte do amigo, ficando sozinho no negócio.
Diversificou suas atividades montando uma casa de secos e molhados no trecho do quarteirão que dava para a rua Paraná. Essa casa comercial cheguei a conhecer. Possuía um balcão comprido, tendo atrás enormes prateleiras onde ficava exposta a mercadoria. Era uma época em que arroz e feijão eram comprados a granel. Alguns de seus filho ficaram à frente do negócio.
À medida em que os filhos se casavam, foram construindo suas residências naquele quarteirão. A primeira casa ficava na esquina da rua Paraná com Sergipe seguindo outras quatro até esquina com Arlindo Luz. Nessa rua ficava a última, a de Oriente Mori, que envolveu-se na política local, sendo por diversas vezes eleito vereador, no que foi seguido por seu filho Ronaldo. A mesma direção também seguiu, Antonio Carlos, vereador em muitas legislaturas.
Júlio Mori foi um dos fundadores do Clube Atlético Ourinhense, de cuja diretoria muitos de seus filhos também participaram.
A foto de Julio Mori é uma edição da que foi tirada por ocasião da assinatura do contrato para a construção da nova sede do Ourinhense, nos anos 1940.

Comentários

Anônimo disse…
A nova sede do Ourinhense (a 3ª) na rua Paraná foi inaugurada em 1940. Em 1947 foi assinada a escri-tura do terreno onde seria construido o estádio da baixada (inaugurado no dia 1º de maio de 1951 com dois jogos entre veteranos magros contra veteranos gordos). No dia 06 de maio, ferroviaria de Assis inaugurou oficialmente o estádio em um jogo válido pelo campeonato amador estadual.
Anônimo disse…
tio julio , era irmao de minha avó , TERESA MORI , mae de ZECA MILANI , MEU PAI
MUITO LEGAL
andrei disse…
Muitos Ourinhenses não sabem, mas Julio Mori foi um grande empreendedor na cidade de Ourinhos, nos tempos em que a necessidade e a vontade de fazer crescer o municipio, para gerar riquezas e fortalecer a região, era o principal sentimento dos imigrantes, uma virtude que deveria ser seguida pelos jovens Brasileiros.
Anônimo disse…
Sou Diovane De Mori de Cachoeirod de Itapemirim, ES, gostaria de saber se nossas familias tem algo em comum. Me enviem um dmail se puderem: fdiovane@hotmail.com. Desde ja muito obrigado.

Postagens mais visitadas deste blog

LAURO MIGLIARI X ALDO MATACHANA THOMÉ - A ELEIÇÃO MUNICIPAL DE 1968

SÉRGIO NUNES FARIA (1949-2008)

XVII JOGOS REGIONAIS DA SOROCABANA - 50 ANOS