RAPHAEL ORSI FILHO(1918-1993), DIRETOR DO IEHS (1959-1961)


Estamos próximos do centenário de nascimento de Raphael Orsi Filho, educador que esteve à frente do Instituto de Educação Horácio Soares, de 1959 a 1961.
Filho de Rafael Orsi e Benedicta Fiusa Orsi, nasceu em Tatuí em 2 de julho de 1918.
Fez o curso primário em São Paulo, no Colégio Rio Branco, em regime de internato. Os cursos ginasial e secundário foram realizados no Instituto de Educação "Barão de Suruí", em Tatuí.
Aos 18 anos, ingressou na Marinha, onde fez a Faculdade de Educação Física da Marinha Mercante.




Retornando a Tatuí, prestou concurso para professor da rede estadual de ensino e, posteriormente, o concurso para diretor de escola.
Casou em primeira núpcias com Darcy Pimentel, com quem teve o filho José Roberto Orsi.
Após o rompimento do primeiro casamento, O professor Orsi transferiu-se para Assis, onde conheceu Eunyce Nobile (1953), que fazia o curso normal naquela cidade. Passaram a ter uma vida em comum, sem ser casados. Em 1955, tiveram a filha Maria do Carmo, hoje bibliotecária da UNIESP (unidade de Itú).

 Foto: Orsi e Eunyce, em Aparecida durante o batizado da filha Maria do Carmo.

Raphael Orsi Filho foi diretor de escola em Taubaté, Pirajú e Ourinhos.
De volta a Tatuí, Orsi prestou concurso para inspetor regional de ensino. Foi, ainda, diretor da Faculdade de Tatuí.
Aposentou-se como diretor de escola. Foi rotariano e provedor da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí ao longo de 10 anos.
Era amante de Numismática, chegando a frequentar a famosa feira que existia aos domingos na Praça da República, em São Paulo.
Em 16 de janeiro de 1979, Rafael e Eunyce legalizaram seu estado civil.
Casamento de Rafael e Eunyce (1971) 

O casal foi um dos fundadores da APAE de Tatui. Orsi era sobrinho de Helena Portugal de Souza, esposa do drº Ovídio Portugal de Souza, que residiram em Ourinhos por muito tempo. Eunyce faleceu em 1991 e Rafael em 1993.

O Professor Orsi deu amplo apoio à campanha  desenvolvida pelo Gerb naquele ano, quando os estudantes percorreram as ruas da cidade angariando roupas para mantimentos.
Na sua gestão ocorreu a inauguração do novo prédio do Instituto.
O jornalista e crítico de teatro, Jefferson Del Rios Vieira Neves, assim o descreveu:
Magro alto, ternos escuros, uma particular elegância um pouco desarrumada, andar rápido e meio caído para frente, como o de Jacques Tati nos filmes em que interpretava   Monsieur Hulot.  
Sorria pouco mas era um verdadeiro  cavalheiro. Sempre atencioso.

Edson Cantadori e esposa, Rafael Orsi e esposa, Alston Racanello e esposa e duas professoras, a última creio seja dona Dirce Ferreira

Na foto, Jefferson, Aureliano,Orsi,  Cubas.
Orsi com alunos do Instituto na campanha do GERB

Agradeço a Maria do Carmo Orsi pelos dados familiares e pelas fotos de seu arquivo.

Comentários