A PRIMEIRA ELEIÇÃO DE DOMINGOS CAMERLINGO CALÓ



Domingos Camerlingo Caló foi prefeito de Ourinhos por duas vezes. Na primeira vez (1952-1955) , foi apoiado por uma coligação que reunia opostos, aliança que ocorria muitas vezes nos pequenos colégios eleitorais. Apoiavam-no o Partido de Representação  Popular, - PRP, o já bastante forte Partido Trabalhista Brasileiro - PTB e a União Democrática Nacional - UDN. 

Camerlingo foi eleito com 2.257 votos, tendo como vice, o farmacêutico Álvaro Aranha. A outra coligação, formada pelo Partido Social Progressista - PSP e o Partido Social Democrático - PSD, tinha como candidatos Horácio Soares (teve 1.036 votos), que fora prefeito durante o Estado Novo e vereador na primeira legislatura da Câmara Municipal de Ourinhos e Antônio Luiz Ferreira (vice).
Essa eleição teve duas mulheres como candidatas a vereador, ambas da chapa da UDN, duas professoras por sinal: Helena Orsi Portugal de Souza, esposa do médico Ovídio Portugal de Souza e Maria Inês Pires Alves de Souza, que foi Bibliotecária do IEHS, durante os meus anos de ginásio. Era casada com Reinaldo Alves de Souza, um dos fundadores da UDN na cidade.
Os vereadores eleitos foram:
PRP
Mistugui Kanda
Aimoré Ferreira
Dimas Aguiar cintra
Fernando Cristoni

PSD
Mário Cury
Oriente Mori

PSP
Luis Ximenes
Tito Tibúrcio do Prado
Abrahão Abujamra

PTB
João Flauzino Gonçalves
Drº João Batista Medeiros
Benedito Pimentel

UDN
Duílio Sandano
Altamiro Pinheiro
Antonio Bertagnoli


Camerlingo foi eleito novamente na década de 1960 (1964-1968).
Vemos duas fotos da eleição de 1951. Na primeira está  Camerlingo, com óculos escuros, e o vereador eleito drº João Batista de Medeiros (último à direita)
Na outra, duas mulheres que eram torcedoras "roxas" de Camerlingo, à esquerda Lourdes Souza Dantas e à direita Maria Neves, minha tia, ambas telefonistas.
Fotos por Francisco de Almeida Lopes

 

Comentários