9.2.13

CARNAVAL DOS ANOS 1950



O professor Norival Vieira da Silva completará seu nonagésimo aniversário este ano.
Muito estimado por aqueles que foram seus alunos (as) no Instituto de Educação Horácio Soares e em outras instituições de ensino,  e querido por todos os que o conhecem por seu programa de rádio e artigos memorialistas em diversos órgãos de imprensa da cidade, com certeza será merecidamente muito homenageado.
O professor Norival é visto nesta foto  juntamente com seus alunos num baile carnavalesco dos anos 1950, quando ainda o lança-perfume fazia a alegria dos que participavam dos festejos de Momo.
Estão na foto José Carlos Marão (e), Joaquim Bessa (d), os irmãos Carlos e Mauro Ostronoff, Walter Abujamra. 
Foto publicada anteriormente no Blog do Wilson Monteiro. 

No cordão da saideira

Edu Lobo
Hoje não tem dança
Não tem mais menina de trança
Nem cheiro de lança no ar
Hoje não tem frevo
Tem gente que passa com medo
E na praça ninguém pra cantar
Me lembro tanto
E é tão grande a saudade
Que até parece verdade
Que o tempo inda pode voltar
Tempo da praia de ponta de pedra
Das noites de lua, dos blocos de rua
Do susto é carreira na caramboleira
Do bomba-meu-boi
Que tempo que foi
Agulha frita, munguzá, cravo e canela
Serenata eu fiz pra ela
Cada noite de luar
Tempo do corso, na Rua da Aurora
É moço no passo
Menino e senhora do bonde de Olinda
Pra baixo e pra cima
Do caramanchão
Esqueço mais não
E frevo ainda apesar da quarta-feira
No cordão da saideira
Vendo a vida se enfeitar

Um comentário:

Marão disse...

Na foto, da esquerda para a direita: Jose Carlos Marão, Carlos Ostronoff (atrás dele, Valter Abujanra), professor Norival, Mauro Ostronoff, (não consigo identificar) e, por último, à direita, Joaquim Bessa.