31.7.12

CARLOS NICOLOSI (1928-2012)

Soube há pouco do falecimento do professor Carlos Nicolosi, em Curitiba, onde será cremado ainda hoje.
Foi meu professor na Escola Técnica de Comércio de Ourinhos, e dele guardo boas recordações de papos sobre o passado da cidade  e das aulas excelentes nas quais nos transmitia todo o seu conhecimento contábil.
Teve um papel fundamental na criação das FIO, a quem dedicou seus últimos anos como professor.
Na foto abaixo ele está ao lado de colegas seus na ETCO. 

À família os nossos sentimentos por essa perda.  




  

30.7.12

IRMÃ GENI MARQUES



A freira Geni
Anos 50,na festa comemorativa da ordenação da freira Geni Marques.Perdoem-me os nomes que deixo de enumerar.Mas identifico a sogra do meu amigo Oswaldo Marques,Guiomar MArques,Auta Marques(esposa do Oswaldo)Sr. Manoel Marques,pai da Geni e que era proprietario do Bazar 77,na Av.Jacinto Sá,Geni Marques(Freira)Sra.Zulmira e os filhos,Raul,Quincas,Padre Valdir e Durval. Texto por Wilson Monteiro

Publicado originalmente por Wilson Monteiro 
 13/10/2006 

O encontro com essa foto trouxe-me boas recordações da  família Marques que conheci. Seu Manuel, proprietário do Bazar 77, dois filhos com os quais tive proximidade: o caçula Durval (último à direita) foi meu contemporâneo, amigo na adolescência, infelizmente já falecido; Oswaldo, companheiro de trabalho na Sanbra, onde era caixa, profissional competente. Outro irmão, profissional competente  na área ótica, cujo nome me escapa, após aprendizagem  com o tio Vieira, estabeleceu-se em São Paulo, na rua Marques de Itu. Já está aposentado.

A AGÊNCIA FORD DE OURINHOS


Foto postada originalmente em "Fotos Antigas de Ourinhos" , de Wilson Monteiro.
A Agência Ford de Ourinhos
Alí,onde hoje é o centro de lojas Via Martini,existia a Companhia de Automoveis Raul Silva,que era a revendedora dos produtos da Ford. 

Os tratores eram importados e vinham todos desmontados,dentro de caixas de madeira. 
A industria automobilistica brasileira ainda era um sonho.... 
Aqui,ao lado de um trator Fordson Major,vemos alguns funcionarios da Ford. 
Da esquerda para a direita:
Lázaro de Moraes(era apelidado de Caveira)o japonês viera de Guapirama-PR,mas não consegui descobrir o nome. 
No centro,de bigode o Nelson de Oliveira. 
O moreno,de camisa branca era o Daniel Leite,jogou futebol no Ourinhense,andou treinando no Santos F.C. e foi centro avante do Noroeste de Bauru. 
O último a direita,com um corte de cabelo bastante ousado,tipo Moicano,era o Hamilton dos Remédios,mais conhecido como Okamoto,ou Nenê Camoto.
Texto por Wilson Monteiro
 09/07/2008 


29.7.12

1962 - FORMATURA GINASIAL



Como já foi comentado nesta coluna e no blog "Memórias Ourinhenses", a turma ginasial do Instituto de Educação Horácio Soares, está comemorando os 50 anos de sua formatura.
Esta foto é a do momento em que eu recebia meu diploma das mãos do Inspetor Federal de Ensino,  drº Salem Abujamra, dos Abujamra da Avenida Jacinto Sá, esquina com Antonio Prado. Drº Salem, além de advogado, exerceu por muitos anos o cargo de inspetor de ensino. 


Fazendo a chamada dos formandos (as),    Norival Vieira da Silva que foi professor de história dessa turma nas primeira e segunda séries, e  a quem devo minha predileção pela história a ponto de me tornar professor dessa disciplina também. À esquerda de Norival, o profº Mário Ferreira, que era professor da turma do noturno.
À direita do drº Salem está o professor Luiz Cordoni, todo orgulhoso  pela formatura de seu filho Luiz Cordoni Júnior, que foi o orador da nossa turma.
Na extremidade esquerda,  sorrindo,  estão o Padre Felipe Dimants, nosso professor de Inglês e a querida irmã Celestina representando o Colégio Santo Antônio. 
Foto por Francisco de Almeida Lopes

27.7.12

PESCARIA E CHURRASCO NA BEIRA DO RIO

Wilson Monteiro, mostrou-se um entusiasta desde o lançamento do meu blog "Memórias Ourinhenses". Escrevia-me várias vezes comentando e incentivando. Seu entusiasmo levou a criar no  Uol Fotoblog o álbum "Fotos Antigas de Ourinhos.
Foi a campo na cidade e obteve centenas de fotos importantes para a memória ourinhense. Este ano, por motivos pessoais, interrompeu sua atividade.
Em homenagem ao trabalho por ele realizado construí este cantinho
onde algumas fotos, após editadas por mim, serão postadas e comentadas. 


"O churrasco
Nesta foto em pé da esquerdo p/direita: Henrique espanhol, Carlinhos Bertagnoli, Enio Rodrigues, locutor da Radio Bandeirantes,  Zillo,o careca é o Ítalo Segalla, o Deviene, cunhado do Ivorene e o Ivorene Ferreira. Sentados: Lauro Zimermann, Renato Viana,"MÍ" Mori, Walter Breve e Vardão. Na frente: Ronaldo Mori, Péricles Migliari,João Peixeiro e c/violão Rubens Uliana,("Fú Manchú")"


Acredito que esta foto e a seguinte foram tiradas naquele Clube às margens do Rio Paraná (Ilha da Ariranha) que foi objeto de uma página neste blog (http://ourinhos.blogspot.com.br/2012/04/os-amantes-da-pescaria-e-da-caca.html). Meu tio Carlos Devienne era um dos sócios e para lá ia com frequência. Ao lado (esquerdo) do Ivorene Ferreira, casado com minha prima Odete Devienne  está o drº Luiz Carlos Almeida, dentista em Santos e casado com minha prima Cleide Devienne.
O saudoso Laurinho Zimermann, pois partiu tão cedo, foi meu colega na Sanbra, onde tocávamos o setor de Custos. Também colega no mesmo escritório da Sanbra foi Walter Breve, bom chapa.  
Os mais jovens  tinham quase a mesma idade, a geração do início dos 1940.


"Uma pescaria
Da esquerda p/direita,de chapéu e óculos,o Irineu Ferrazolli,o "Mí" Mori,Nelson Migliari,o sr.Altibano tomando cerveja,o Lauro Zimermann e Péricles Migliari.Em pé um desconhecido (acho que éra o cosinheiro), de óculos o Carlinhos Bertanholi,Ademar Deviene,Walter Mori e Tico Migliari. "

O saudoso Irineu Ferrazolli, casado minha amiga Marisa Ferreira Batista,   teve sua morte no rio de que tanto gostava; o adolescente Laurinho Zimermann, meu primo Ademar Devienne, que também já se foi. Tico Migliari era irmão de Narciso Migliari.

22.7.12

FORMANDOS DOS CURSOS GINASIAL, CIENTÍFICO E NORMAL DO COLÉGIO ESTADUAL E ESCOLA NORMAL HORÁCIO SOARES DE OURINHOS

Clique sobre as imagens para apreciá-las melhor.

Este é um documento muito importante para a história da educação em Ourinhos. Foi-me enviado por Gabriel Marão, tendo sido guardado com todo o carinho por sua mãe, Amélia.
Observem os detalhes da capa do convite de formatura:
  • o tipo de letra utilizada à maneira de antigos manuscritos;
  • o detalhe grego como bordas;
  • o laço azul.

Apenas dois formandos no curso científico;
Os paraninfos:
Professor Norival (História)
Professor Alberto Braz (Ciências)
O patrono foi um comerciante, dono de uma retífica de motores, 
Clóvis Conceição, sogro do professor Jairo (Educação Física);
Orador : José Carlos Marão, que destacar-se-ia na imprensa paulista;










Algumas das formandas do curso normal estão na foto ao lado, quando da visita da Miss São   Paulo 1955 a Ourinhos,  Ethel Chiaroni http://ourinhos.blogspot.com/2011/10/miss-paulo-1955-ethel-chiaroni-ethel.html

FOTO MACHADO



José Machado Dias, como aqui já foi narrado, estabeleceu-se em Ourinhos nos anos 1940, creio que na segunda metade dos anos 1940.

O seu estabelecimento,  denominado "Foto Machado",  localizava-se na Praça Melo Peixoto. Era o terceiro imóvel no trecho que se iniciava com as "Casas Pernambucanas" (não onde ela se encontra hoje, mas no extremo oposto), o prédio de um banco e em seguida o do Foto.

De tanto frequentar esse local,  nas noites em que meu pai para lá se dirigia após o jantar,  tenho a disposição de suas dependências na memória. 




Era um imóvel pequeno, com entrada pela  calçada. Havia um degrau que dava acesso às vitrines onde as fotos ficavam expostas. Quando se tratava de fotos de um baile ou de desfiles, elas eram coladas nos vidros das vitrines, tendo uma numeração para facilitar a escolha e a realização das cópias.

Por uma porta com moldura de vidro tinha-se acesso a um balcão que é esse visto na foto. Ele era rodeado de prateleiras repletas de fotos de casamento, primeira comunhão, de famílias, grupos de amigos, lembrança do Tiro de Guerra, etc.

À esquerda havia um corredor, que dava acesso  ao salão onde se faziam as fotos, à câmara escura onde os filmes eram revelados  e ao local onde as cópias eram retocadas.
Um mundo encantador para um guri de apenas três anos. Uma experiência inesquecível, sem falar da figura encantadora do dono do Foto, o seu Machado. 
A foto que ilustra esta narração é a de meu pai no início dos anos 1950. Ele se encontra no seu elemento: o mundo da fotografia,  com o braço recostado no balcão do Foto Machado.  
Foto de autoria desconhecida.

17.7.12

1942 MANDA LEMBRANÇAS

DE "A VOZ DO POVO" / AGOSTO DE 1942
O Cine Teatro Cassino, localizado na Rua São Paulo, publicava  a sua programação


O Governo Estadual editava normas para a conservação de matas e florestas.


A cidade foi abalada com o suicídio desse médico da cidade. Ele residia na Rua 9 de Julho, no quarteirão entre as ruas Arlindo Luz e Rio de Janeiro. O nome correto da esposa era Atalá.


Práticas do Estado Novo 


Um famoso remédio contra a  temerosa sífilis.


O Rotary Clube local publicava um resumo de sua reunião-jantar semanal.

15.7.12

GOVERNADOR CARVALHO PINTO EM OURINHOS




Carlos Alberto de Carvalho Pinto (1910-1987) foi o 19º governador do Estado de São Paulo.
Formado em direito pela  Universidade de São Paulo, exerceu cargos públicos nas gestões dos prefeitos Prestes Maia e Abraão Ribeiro; Secretário de Finanças do prefeito Janio Quadros e  Secretário da Fazenda na gestão de Janio Quadros como governador.
O bom desempenho à frente desses cargos levou-o a ser o candidato da coligação constituída por PDCUDNPTNPR PSB para a disputa do governo do Estado de São Paulo, a qual venceu  obtendo o percentual de 51 % dos votos válidos.
Sua gestão (1959-1963) foi bem sucedida, tendo como leme o PAGE (Plano de Ação do Governo do Estado).
A foto (por Francisco de Almeida Lopes) nos mostra Carvalho Pinto por ocasião de uma visita a Ourinhos na gestão do prefeito Antônio Luiz Ferreira (1959-1963).
No palanque são vistos, da esquerda para a direita: Basílio Vinci, Norival Vieira da Silva, o vereador João Flauzino Gonçalves, Abreu Sodré (de braços cruzados), Agostinho Ribeiro de Carvalho, Carvalho Pinto (centro), o promotor público Antônio Benedito Prado Bastos, o prefeito Antônio Luiz Ferreira e José Bonifácio Coutinho Nogueira, Secretário da Agricultura.

8.7.12

OS OITENTA ANOS DA REVOLUÇÃO DE 1932


Clique para ver a foto numa resolução maior.
Ourinhos foi palco de ação armada durante a Revolução de 1932,  movimento que estará completando 80 anos amanhã.
Como de hábito, a memória de 1932 acabou se perdendo na cidade.
Como estará o obelisco erguido no final dos anos 1950, às margens do Paranapanema, nas dependências do Clube  Balneário Diacuí? 
Da relato escrito pelo professor espanhol Constantino Molina, proprietário do Externato Rui Barbosa, havia um exemplar no Museu.   
MOLINA, Constantino A. A Revolução no Setor de Ourinhos. slp, scp. sd. 23p
Ainda existirá?'
O jornalista Benedito Pimentel, num suplemento do "Jornal da Divisa",  de 9 de julho de 1982 arrola o nome de moradores de Ourinhos e região que de algum modo estiveram envolvidos com o movimento. São eles:
Thomaz Chini  Jeanduy Oliveira Perino  Altamiro Pinheiro
Mario Nogueira  Alcides Pires do Prado
Atílio Pires do Prado                           Mario de Oliveira Branco
Pedro Cipriano da Silva                      Armando Meira Barros
           Miguel Farah
Caetano Stevanin                                 Olímpio Coelho Tupiná
Telésforo Tupiná                                      Drº Hermelino Agnes de Leão
José Arruda                                             Graciano Raccanello
 Moacy de Melo Sá                                  José Pedroso
Antonio Dias Ferraz                                Hermenegildo Simonassi         
Mario Ribeiro da Silva                            Pedro Migliari
Gervásio Custódio                                  Aspasio de Azevedo
José de Barros                                         Osvaldo Honorato
Romulo Romanini                                   José Romero           
José Malta Lins de Alencar                  José Justino de Carvalho
João Nogueira                                         Carlos Augusto Amaral 
José Ferreira de Campos                      Mario Bicheri
Leontino Ferreira de Campos              Américo Carvalho 
 Osvaldo Cardoso    
Aos quais eu acrescento os de Benedito Martins de Camargo ( o prefeito Camargo) e Bráulio Tocalino.        
Essa foto mostra alguns dos integrantes do Batalhão formado em Ourinhos - o Batalhão Teopompo.
Reconheço na foto apenas quatro  pessoas: na última fileira Telésforo Tupiná, Bráulio Tocalino e Carlos Augusto Amaral (à direita) e Benedito Martins de Camargo, o último agachado à direita
O  terceiro ajoelhado da direita para a esquerda é Jeanduy Oliveira Perino
Foto do acervo de Francisco de Almeida Lopes

1.7.12

O CINQUENTENÁRIO DA TURMA DE 1962 DO IEHS

Foi numa manhã do inverno de 1962 que meu pai se dirigiu ao Instituto de Educação Horácio Soares para fazer uma sessão de fotos.
Laços antigos de amizade e de coleguismo, que vinham dos anos de primário e do preparatório para o exame de admissão, ligavam muitos de nós: os irmãos Auro e Nair Tanaka, Luiz Gonzaga Tone, Luiz Cordoni Júnior, as irmãs Diná e Dinorá Botelho, Ivone Bortolato, José Agostinho Gabriotti, para citar alguns.
De todas as turmas dos meus anos de ginásio essa, a da 4ª Série A,  é que me deixou mais saudade.
Infelizmente, poucos foram os que lograram ser aprovados em primeira época, podendo assim desfrutar da cerimônia de formatura realizada no Grêmio Recreativo de Ourinhos, como mostra a última foto. Nela também estão os formandos do curso Científico (não havia ainda o Clássico). Apenas cinco.
Em pequeno número, foi desgastante trabalhar o dia todo para enfeitar modestamente  o salão do GRO. 
Graças à boa vontade de Marisa Brandimarte pudemos ter música de fundo quando de nossa entrada no salão.   
O orador da turma foi Luiz Cordoni Júnior (Luizito).



Em pé: Carlos Lopes Baia, Alice Takaesu, Diná Botelho, Tomie Agae, Yasue Honji, Dinorá Botelho, Ivone Bortolato, Valdileia, Nair Tanka, Abelina, Rosa Helena Resta, Geni Rosa, Mário Hisao Kobuti, Tomie, Yasue
Agachados e deitados: Luiz G. Tone, Hideo, João Batista Dora, Luiz Cordoni Júnior, Licínio Fantinatti, Roberto Shinozaki, José Agostinho Gabriotti, Luiz antonio Cal de Oliveira e Silva, José Carlos Neves Lopes, Toninho Muraro, Mario Aparecido Vascão, Auro Tanaka, Estevam Artur Ribeiro Margutti,Odair Ribeiro da Silva, Mávilo Perino, Moacir Sanchez Lopes. 








JOSÉ FERNANDES DE SOUZA (1923-1999), O BOMBEIRO PIONEIRO DE OURINHOS





 No Brasil, o dia 2 de Julho é consagrado aos bombeiros, esses profissionais dedicados  que, muitas vezes com o risco da própria vida,  tantos serviços têm prestado à comunidade.
A comemoração teve início no ano de 1954. Isso porque nessa data foi criado no Rio de Janeiro, no ano de 1856, o "Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, cujo primeiro comandante foi o major João Batista de Morais Antas.
Em Ourinhos, o Posto de Bombeiros, uma guarnição da Policia Militar, foi criado em 1969.
Antes mesmo da existência dessa guarnição na cidade, José Fernandes de Souza (1923-1999), que foi gerente da fábrica da Sociedade Algodoeira do Nordeste Brasileiro - SANBRA -  por quase quarenta anos, foi o pioneiro no combate às chamas. 
O reconhecimento por seu trabalho nessa área deu-se em 1994, quando da comemoração dos  25 anos de existência do Posto de Bombeiros na cidade. Nessa ocasião foi dado o nome de José Fernandes de Souza à quadra de esportes da guarnição, tendo lhe sido conferidos o certificado de "DESTAQUE EM ATIVIDADES EMERGENCIAIS DE BOMBEIROS" e o trófeu, que é visto na foto
Ao Souza e aos Bombeiros a homenagem desta coluna.