O "GRANDE HOTEL"



"GRANDE HOTEL" é o nome de um filme clássico de 1932. Sob a direção de Edmund Goulding e tendo no elenco astros e estrelas famosos, foi o vencedor do Oscar daquele ano.
Também foi nome de uma revista de romances em quadrinhos muito bem desenhados, sendo a precursora das fotonovelas.  
 MInha tia Nim foi uma leitora regular da "Grande Hotel".




Era publicada pela  Editora Vecchi, pertencente a uma família italiana de mesmo nome. Começou a circular em 1947.


Grande Hotel do Porto
  
Igualmente, é uma denominação muito comum de estabelecimento hoteleiro.
Esse foi o nome de uma construção destinada a hospedagem edificada em Ourinhos,  nos finais dos anos 1950, situada na rua Cardoso Ribeiro. 



Na época, somente existiam dois hotéis   grandes que remontavam aos anos 1920: o Hotel Internacional, que foi da família Beltrami, (na Rua São Paulo) e o Hotel Comercial ( na Antônio Prado).
O novo estabelecimento hoteleiro, dispunha do que havia de mais moderno no gênero na época.
Nele morava dona Joaninha, professora de Desenho da Instituto de Educação Horácio Soares, nos anos 1960.
Mais tarde foi propriedade da família Golin.
Ainda está está em funcionamento, sendo pertencente hoje à família Monzillo.
Na foto, por Francisco de Almeida Lopes, ainda se vê a garagem da casa que abrigava o consultório do drº Diógenes, na Avenida Altino Arantes, seguida por outra residência. Ambas já foram derrubadas.

De Oswald de Andrade:

Balada do Esplanada (foi um dos hotéis mais famosos de São Paulo, nos anos 1920 e 1930)
"Ontem à noite
Eu procurei
Ver se aprendia
Como é que se fazia
Uma balada
Antes de ir
Pro meu hotel.
É que este
Coração
Já se cansou
De viver só
E quer então
Morar contigo
No Esplanada."

Comentários

Zélia Guardiano disse…
Maravilhosa postagem, José Carlos!
Adoro o filme, li a revista e morei na Cardoso Ribeiro, no quarteirão seguinte ao Grande Hotel( no sentido catedral ).
Então, emocionei-me bastante, recordando tudo.
Muito grata!
Abraço.
Obrigado pela memória, Zélia.
Abs
José Carlos