CARLOS EDUARDO DEVIENNE





Carlos Eduardo Devienne, recém casado com a prima Benedita de Almeida Lopes, veio para Ourinhos nos primeiros anos da década de 1920. Já com alguma experiência em ferrovias, engajou-se, inicialmente, na Estrada de Ferro Sorocabana, sendo logo em seguida contratado pela Companhia Ferroviária São Paulo-Paraná, de capitais ingleses, em fase de constituição.
Praticamente na mesma ocasião veio também de Campinas, a irmã Tomires, casada com Benedito Monteiro, contratado para ser o contador da SPP. Logo em seguida chegaram oo irmãos, Alfredo e Santa Devienne e o  cunhado e primo , Francisco de Almeida Lopes, ainda adolescente.
Após uma rápida passagem pela E.F. Sorocabana, Carlos Eduardo foi contratado como Chefe de Movimento da São Paulo-Paraná, onde permaneceu até finais dos anos 1940. 

Carlos Devienne tornou-se figura de projeção na cidade, tendo integrado inúmeras vezes  a diretoria do Clube Atlético Ourinhense, do Grêmio Recreativo de Ourinhos, e a Comissão Organizadora da Santa Casa de Misericórdia. Foi também fundador do Partido Social Democrático – PSD.
Desligado da ferrovia  passou a dedicar-se ao comércio, tendo constituído uma das primeiras casas de materiais para construção da cidade. Amante da caça e da pesca, foi um dos fundadores do Clube da Caça local.
\no início dos anos 1940, sua esposa Benedita faleceu. Alguns anos depois, Carlos contraiu núpcias com Avelina de Almeida, também viúva.
Esta  foto, de 1947, feita no estúdio de Frederico Hahn, nos mostra Carlos, sua mãe Anselma Godoy de Lima, a esposa Avelina e os filhos: Carlos, Lurdes, Odete, Cleide, Cleuza , José Luiz, Roberto, e Sérgio. Somente não está na foto o filho mais velho, Osvaldo.

Comentários