MEMÓRIAS ESPORTIVAS

Gentileza do profº Carlos Lopes Baia

Comentários

Angela Golin disse…
Olha meu pai ali! Muito gostoso de rever essas fotos. Adorei.
Luiza disse…
É meu pai também!!!!
Tirando as orelhinhas de abano, ele era um "pão"
Revirando o baú: Das suas memórias esportivas (fotos), lembro-me do Pedrinho Tupiná, do Ranilson, do Sica, do Shalk, do Santo Perino e do Cambota. Pedrinho era primo do Hermilo Tupiná. Esta família é de orige mineira, vinda da cidade de Januária, famosa pela produção de cachaça. O pai do Hermilo, Olímpio Tupiná, aposentou-se como funcionário da Prefeitura. Um fato interessante na vida do Olímpio.Ele nunca bebeu, mas era dono de uma bela coleção de cachaça vinda de todos os cantos do Brasil. O Ranilson era irmão do Renato Viana. Tinha uma irmã que casou-se com um italiano de nome Martini. Ele e o Renato montaram uma fábrica de copinhos de sorvete, sendo semente da hoje muito famosa MARVIL, cujos produtos são distribuidos por todos os cantos. MAR de Martini e VI de Viana, acrescentando-se o L de Ltda. Sica, foi um grande goleiro do Operário, até que mudou-se para Arapongas, no Paraná. Shalk era filho de Paschoal Abujamra e irmão do Suel Abujamra, a maior autoridade brasileira em retina (reside em São Paulo). Santo Perino é da família que tinha uma fazenda à margem do perímetro urbano e que deu origem à Vila Perino, onde foi construido um seminário. O Cambota era uma figurinha. Seu apelido veio de suas pernas muito tortas. Quanto ao Mostrinho, a denominação toda era Monstrinho da Sorocabana. Foi colocado pelo jornalista Salvador Fernandes, do Diário da Sorocabana, que era inimigo gratuito do Paschoalick.
Francisco Soares
Agenor C Carvalho Junior disse…
Meu pai também está nesta foto, agachados (segundo) Agenor C Carvalho (Bodinho).
Vou informá-lo sobre este Blog.
Hoje ele está com 80 anos e mora em Londrina.
Anônimo disse…
Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!