UMA FACE DA PRAÇA MELO PEIXOTO EM TRÊS MOMENTOS

A Praça Melo Peixoto, conhecida em seus primeiros anos de vida como Largo da Matriz, teve 5 perfis. Nos primeiros anos, era um quarteirão descampado que começou a ter ares de praça após a construção de um coreto,  em 1927. Já no início dos anos 1930, foi providenciado um arruamento tosco no local e plantadas as primeiras árvores. Pelo que se vê em algumas fotos, eram ruas internas cruzando os quatro pontos da praça.
Em 1937, ela se tornou uma praça digna dessa denominação graças a uma reforma arquitetônica muito feliz,  que lhe deu beleza e  charme. Um tanque de areia para crianças   num dos lados e um tanque d'água  redondo  no centro,  muito contribuíram para o seu embelezamento. O coreto foi conservado, postes de iluminação em ferro fundido e  bancos de madeira foram espalhados por suas ruas, que receberam calçamento  nos finais dos anos 1950.  As árvores cresceram, os canteiros se encheram de vegetação e  as andorinhas fizeram seus ninhos nas imensas ficus benjamina e  Andá-açu. Enfim, uma praça acolhedora fornecendo sombra aos seus frequentadores, quase um bosque .
Em 1958 sobreveio outra reforma, extremamente radical, sem que a população fosse consultada. A maior parte das árvores foram arrancadas, os bancos perderam o encosto, os postes de ferro foram substituídos por outros mais modernos, o novo tanque  ganhou jatos d'água um e novo perfil, unindo-se, por meio de uma  passarela, ao novo coreto.
Mais recentemente, uma outra reforma "atualizou" esse espaço público. Será a praça do Centenário.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O CONSERVATÓRIO MUSICAL SANTA CECÍLIA DE OURINHOS

O PRIMEIRO GRUPO ESCOLAR DE OURINHOS

ANTÔNIO NEVES, O CAVALEIRO DAS FURNAS