OURINHOS NO LIMIAR DOS ANOS 1940



Esta foto aérea retrata Ourinhos no limiar dos anos 1940 (julho 1940). Duas grande fazendas de café ladeiam a cidade: à esquerda a de Jacinto Ferreira de Sá e à direita a de Horácio Soares, que fazia fronteira com a rua Paraná A cidade, seguia na direção norte, tendência que já manifestava nos anos 1930. A praça Melo Peixoto acabara de passar por um tratamento paisagístico na gestão do Prefeito Benedito Camargo. As primeiras casas construídas pela São Paulo-Paraná e financiada a seus empregados já são vistas na Altino Arantes com Monsenhor Córdova. O Ginásio de Ourinhos (estabelecimento privado), recém construído, vê-se isolado e rodeado por cafezais, num dos limites da malha urbana. Logo lhe faria companhia, vizinha mesmo, a Santa Casa de Misericórdia. Também isolada na atual rua Expedicionário, está a Clínica do drº Ovídio Portugal, construída há dois anos. Na esquina da 9 de Julho com Expedicionário , vê -se o recém edificado Grupo Escolar . A cidade acabava de ganhar uma estação rodoviária, na esquina da 9 de Julho com Arlindo Luz. A malha ferroviária da Sorocabana e da São Paulo-Paraná serpenteiam a cidade . Ao sul, praticamente isolado, vemos o campo do Operário Futebol Clube. Passados sessenta e cinco anos. outros limites foram ultrapassados e o cafezal desapareceu.

Comentários