Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

MITHUO MINAMI, PREFEITO DE OURINHOS (1937-2015)

Foto Minoru, por mim editada.

Em 1968, o ourinhense Lauro Migliari, foi eleito prefeito.  Lauro já tinha experiência parlamentar, tendo sido vereador na quarta legislatura (1960-1963) e  presidente da Câmara Municipal (1960-1961. Seu vice era o engenheiro Mithuo Minami. Em 13 de dezembro do mesmo ano, sobreveio o Ato Institucional nº 5, dando início ao período mais duro dos governos militares,  após a derrubada do presidente João Goulart em 1964. Em 1º de julho de 1969,  com base no Ato Institucional nº 5, o jovem prefeito recém eleito foi cassado. Fato que traumatizou a cidade e, cujas causas até hoje não foram suficientemente esclarecidas. Há um artigo publicado pelo jornal "Debate", de Santa Cruz do Rio Pardo,  que procura lançar alguma luz sobre o ocorrido: http://www2.uol.com.br/debate/1200/cidade/cidade21.htm Com a cassação de Lauro Migliari, Mithuo Minami assumiu a prefeitura. Ele já havia sido vereador na quinta legislatura (1964-1968) De 1977 a 1983, Mithuo foi também o …

O BANCO DO ESTADO DE SÃO PAULO - BANESPA, EM OURINHOS

A origem do Banco do Estado de São Paulo  remonta a 1909, sob a denominação de Banco de Crédito Hipotecário e Agrícola do Estado de São Paulo, com capital social francês e estatal. Em 1919, o seu capital foi nacionalizado, tornando-se o governo estadual paulista seu acionista majoritário.  Em 4 de novembro de 1926, na gestão de Altino Arantes,  passou a denominar-se Banco do Estado de São Paulo, ocasião em que houve aumento do capital social e subscrição pelo Tesouro do Estado e pelo Instituto do Café de 98% do novo capital.  Aos poucos o banco estadual paulista foi abrindo agências nas principais cidades do interior. A agência de Ourinhos foi criada em meados dos anos 1940,em prédio  localizado na Rua Arlindo Luz. A sede do Banespa, então o mais alto edifício de São Paulo, foi inaugurada em 1947.

No início de 1995, o Banespa foi "federalizado",  e  após o seu saneamento, ocorreu a sua privatização em novembro de 2000. O Grupo Santander Hispano obteve o  controle acionário do Ba…

A NOMENCLATURA DE RUAS, HERÁCLITO SÂNDANO E A PRIMEIRA ESTAÇÃO DE OURINHOS

"A Voz do Povo", de 17.12.1949, publicou um artigo denominado NOMENCLATURA DE RUAS, propondo que se desse o nome  de Heráclito Sândano a uma das ruas de Ourinhos. Ao justificar a propositura, o artigo toca num assunto  que hoje talvez esteja esquecido: o local onde fora construída a primeira estação.  "Este assunto, sempre em ordem do dia, tornou-se mais evidente, desde que foram aprovados projetos de  leis neste sentido. Ainda ha pouco, o vereador Camargo Junior comunicou á Camara, que o Executivo Municipal, iria enviar um projéto no sentido de se dar a denominação de José Felipe do Amaral a uma das nossas vias publicas. Muito justa homenagem, não  ha duvida e para a qual não regateamos aplausos. Entretanto, o primeiro habitante de Ourinhos não merecia ter o seu nome perpetuado numa via publica? Quem foi o primeiro habitante, o primeiro chefe de familia que se radicou em Ourinhos, quando isto aqui era ainda plena mata?  A pergunta é facil de se responder, uma vez que Our…

PRESTES MAIA EM OURINHOS - 1949

Francisco Prestes Maia (19/3/1896 - 26/4/1965),engenheiro, foi por duas vezes prefeito da capital. A primeira como prefeito nomeado (1938-1945) pelo então interventor Ademar de Barros, a segunda como prefeito eleito (1962-1965). Graças ao prestígio obtido por ter realizado uma excelente  administração, foi escolhido pela União Democrática Nacional como candidato a governador do estado, nas eleições que ocorreriam em 1950. Para tanto, as lideranças udenistas organizaram  visitas do candidato às principais cidades do interior, ainda em 1949.



Ourinhos recebeu a visita do engenheiro Prestes Maia em 14 de agosto de 1949, conforme organização elaborada pela Comissão Diretora local composta para esse fim, constituída por: Dr. Alfredo de Almeida Bessa - presidente; Francisco Rodrigues da Silva - vice-presidente; Braulio Tocalino - l.o secretário; Rubem Prado - 2.o secretário; Olímpio Tupiná - l.o tesoureiro; João Marciano de Melo - 2.o tesoureiro. Vários prefeitos de cidades vizinhas estiveram na cidade…

O HOTEL COMERCIAL EM TRÊS MOMENTOS

O primeiro proprietário do Hotel Comercial, na Rua Antônio Prado, foi o português Antônio Ferreira Dias, que o fez construir em 1924. Na foto que vemos abaixo, de autoria de Francisco de Almeida Lopes, o hotel é visto em  seu estilo original.


Segundo relato do professor Norival Vieira da Silva,  seu sogro,  Augusto Fernandes Alonso, teria sido o projetista do prédio que foi erguido em 1939, sobre o alicerce original (Diário de Ourinhos, fevereiro de 2011).O hotel aparece nesta foto, de autoria desconhecida. Na esquina com a Praça Melo Peixoto vemos "A Vencedora", famosa casa lotérica de propriedade Américo Facini.
Nos anos 1940, o hotel sofreu uma reforma que desfigurou o seu aspecto original. É nessa condição que ele se encontra ainda hoje, hospedando muitos visitantes que demandam a cidade. Esta foto é de autoria de Francisco de Almeida Lopes.


Outros dois portugueses foram seus proprietários:João Domingues de Sá e Carlos Rodrigues, genro de Antônio J. Ferreira, comerciante na…