25.6.15

O ANTIGO PRÉDIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS

"Mudou-se para o sobrado fronteiro a nova Casa de Saude, a Prefeitura Municipal."
A VOZ DO POVO, 11-3-1934


Estilisticamente não era nenhuma maravilha, mas chamava a atenção pois ficava no topo da Avenida Altino Arantes. E tinha um certo charme. 
Em algum lugar vi uma menção ao fato de que ali morava a família de Jacinto Ferreira de Sá.
A sede da municipalidade nele funcionou até meados dos anos 1950, quando foi transferida para um grande sobrado da Rua do Expedicionário. De lá ela foi transferida para o prédio construído para abrigar o Fórum, onde permanece até hoje.
Fala-se há muito anos na construção de um Paço Municipal, mas nenhuma administração encarou ideia para valer.
O prédio da Altino Arantes sobreviveu até meados dos anos 1950, tendo sido alugado para servir de pensão. Foi assim que conheci suas dependências internas.
Foi derrubado e lá se encontra um posto de gasolina.
A primeira foto faz parte do acervo de Estela Coppieters. Sua autoria é desconhecida.

A segunda foto é de autoria de meu pai, por ocasião do desencadear do Recenseamento de 1940 em Ourinhos.


15.6.15

A RUA 9 DE JULHO ENTRE A ARLINDO LUZ E A PARANÁ


Este trecho da Rua 9 de Julho, antiga Minas Gerais, tornou-se local de passagem obrigatória dos desfiles de 7 de setembro, a partir da metade dos anos 1940.
Ali havia dois estabelecimentos bancários, um deles a Caixa Econômica Federal (do lado esquerdo da foto), o prédio de três andares de Frederico Hahn, fotógrafo alemão estabelecido na cidade desde o início dos anos 1930 ( lado direito quase na esquina com Arlindo Luz. Lá ele tinha o seu estúdio fotográfico (Foto Vitória) e a sua residência.
Do  lado direito da foto, vemos a residência do industrial Ítalo Ferrari, recém-construída no novo estilo da lavra de Henrique Tocalino,  de final dos anos 1940. Em seguida, havia um terreno vazio, provavelmente de propriedade de Arquipo Matachana, onde o filho Alberto construiu a "Casa Alberto", especializado em roupas e calçados.
Não foi possível identificar a escola que desfilava naquele instante.






Do mesmo local, o andar superior do prédio da esquina com rua Paraná, é esta foto  que contém uma data: 7-9-1950. Nela se veem novamente o sobrado de Frederico e a residência dos Ferrari. No local da Caixa Econômica Federal, está hasteado o pavilhão nacional. No terreno baldio, em cujos muros vemos propaganda política do candidato da UDN para presidente da república, o Brigadeiro Eduardo Gomes, estava instalado um parque de diversões.







13.6.15

CASAS PERNAMBUCANAS EM OURINHOS

A primeira Casas Pernambucanas foi inaugurada em 1908. 
Na sua primeira fase,  era exclusivamente uma loja de tecidos, em pouco tempo, expandiu-se por todo o território nacional.
Sua presença em Ourinhos, acredito que remonte aos anos 1930, tendo ocupado dois espaços urbanos, sempre na Praça Melo Peixoto.

PROPAGANDA EM A VOZ DO POVO, 20-8-1933

* Casas Pernambucanas *
_________________________________

Flanellas indesbotaveis
                              Cobertores resistentes
Praça João Pessoa


Primeiramente com entrada pela Rua 9 de Julho e Praça Melo Peixoto, depois, na outra extremidade,  com entradas pela Rua Paraná e Praça Peixoto, no espaço anteriormente ocupado pelo Banco Comercial do Estado de São Paulo.
Foi e continua sendo um estabelecimento comercial bastante popular que soube adaptar-se aos "novos tempos", de modo pioneiro muitas vezes.
Meu pai fotografou-a algumas vezes. Selecionei estas duas fotos que são as que mais me agradam:

No início dos anos 1940


No início dos anos 1950
O destaque na outra extremidade era o belo prédio do Banco Comercial, espaço hoje ocupado pela  Pernambucanas.


A foto destaca também um novo estabelecimento comercial a "Casa Alberto", que ainda existe no mesmo local. A carroça ainda se fazia presente na via pública. O prédio que se vê logo após a Casa Alberto era o sobrado do fotógrafo Frederico Hahn, que já havia encerrado suas atividades, tendo vendido a sua razão social "Foto Vitória" para Shuki Sakai, recém estabelecido na cidade. 
Hoje a loja continua na Praça Melo Peixoto, em modernas instalações.

5.6.15

"SEU ZÉ", PROFESSOR PARTICULAR E ALFAIATE

Este artigo foi publicada na minha coluna da "Folha de Ourinhos", há algum tempo. Fica aqui no blog o registro saudoso dessa pessoa querida.