26.1.14

A ÁREA CENTRAL DE OURINHOS NO FINAL DOS ANOS 1940.

Clique sobre a imagem.



Esta é uma foto aérea de Ourinhos muito importante, a ser comparada com outra do final dos anos 1930, já publicada aqui por este jornal.
Na verdade, não se trata da foto na sua integridade. Eu editei-a para dar, na medida do possível,uma melhor visão da área central da cidade.
Nela vemos que a fazenda de Horácio Soares ainda fazia limite com o centro da cidade, na sua parte oeste, beirando a linha férrea em direção ao Paraná.
Uma parte da fazenda já havia sido loteada, a que ia da atual Rua Souza Soutello até o final da Rua Rio de Janeiro e Arlindo Luz.
 Minha mãe quando casou em 1943, foi morar na casa que meu pai adquiriu,  por meio de financiamento da Companhia Ferroviária São Paulo-Paraná, na esquina da Rio de Janeiro e Souza Soutello. Contava ela que, em frente a casa, ainda era uma parte da fazenda Múrcia com plantação de café.
Outro detalhe importante é o casario que remontava aos anos 1920-1930 na Rua Paraná.
Os dois quarteirões entre a beira linha férrea e a Rua Arlindo Luz já estavam ocupados com as casas construídas e  financiadas pela SPP.
O edifício do Educandário Santo Antônio estava em sua fase de construção.
Outro destaque é a Serraria dos Irmãos Mori no quarteirão entre a Rua Paraná e a Arlindo Luz.
A nova Igreja Matriz já havia sido levanta, tendo sido iniciada o seu revestimento externo, que somente seria concluído nos anos 1960.
Também se destaca na foto a bela residência de Rafael Fittipaldi,  recém construída na Rua Paraná.
Foto de autoria desconhecida.

18.1.14

A ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE OURINHOS EM 1947

Foi a primeira eleição para prefeito após a queda do Estado Novo (1937-1945), já sob a égide da Constituição de 1946. 
Nela se destacaram  dois dos maiores   partidos nacionais recém fundados: a União Democrática Nacional e o Partido Social Democrático.  A UDN, em aliança  com o Partido Social Progressista - PSP, lançou o professor Cândido Barbosa Filho; o PSD,em aliança com  o Partido de Representação Popular - PRP, o contador Antônio Luiz Ferreira. Disputavam também: pelo Partido Trabalhista Brasileiro - PTB, o engenheiro José Esteves Mano Filho e pelo Partido Trabalhista Nacional, Tito Prado.
Venceu a eleição realizada no dia 9 de novembro de 1947, o professor Cândido Barbosa Filho (924 votos); em segundo lugar ficou Antônio Luiz Ferreira com 719 votos, que seria eleito prefeito em 1959. Tito Prado obteve  434 votos e Mano Filho 131.
Os três vereadores mais votados foram Joaquim Lino de Camargo Filho 140 votos,  Domingos Camerlingo Caló 138 e João Bento Vieira da Silva, 137 .
Compuseram a Câmara de Vereadores:  (PSP-UDN) Joaquim Lino de Camargo Filho, João Bento Vieira da Silva, Altamiro Pinheiro, Horácio Soares, Telésforo Tupiná, Moacir de Melo Sá, Benedito Monteiro, Raul Silva,  (PSD-PRP) Domingos Camerlingo Caló, Alberico Albano, Alberto Braz, PTN Francisco Cristoni e João Batista Lopes.    
Pelas páginas do jornal "A Voz do Povo", os candidatos a vereador e a prefeito fizeram publicar a sua propaganda ao  longo dos meses de outubro e novembro, alguns com fotos e ocupando página inteira do jornal.  
Na foto abaixo vemos "Barbosinha" (de terno branco) ao lado do drº João Bento Vieira da Silva



OURINHENSE 
"Votando em  CÂNDIDO BARBOSA FILHO
p a r a  P r e f e i t o M u n i c i p a l
Daremos á nossa cidade um governo construtor e teremos garantido a prosperidade desta terra!
Um dos mais antigos elementos désta cidade, onde reside há mais de 27 anos. Foi Diretor do Grupo Escolar, exercendo atualmente o cargo de Coletor das Rendas Federais desta cidade.
E’ Presidente da Santa Casa local, emprestando a sua colaboração a diversas obras que aqui se realísam, como a construção da Igreja Matriz, um dos maiores templos católicos do interior de São Paulo, o Colégio das Freiras, Seminário, Jardim da Infancia, etc.
HOMEM REALMENTE INDEPENDENTE, AUSTERO E JUSTO, o seu programa é tornar Ourinhos uma cidade modernisada com as nossas possibilidades de grande centro RODO-AERO- FERROVIÁRIO"
Na voto abaixo vemos Antônio Luiz Ferreira (edição de uma foto feita por Francisco de Almeida Lopes


"Muito feliz, em todos os seus aspectos, a escolha do P. S .D . local, pois Antonio Luiz Ferreira é um cidadãode conduta ilibada e dono de um passado inatacavel. Grande é a soma de serviços prestados por ANTONINHO ao nosso município em quase todos os setores de sua atividade.
Honesto, inteligente, empreendedor, dotado de senso de organisação, energico nas ocasiões precisas, ANTONIO LUIZ  FERREIRA constitue a sintese das aspirações do povo e a esperança de melhores dias para o nosso município que, mercê de Deus e do sufragio do eleitorado de Ourinhos, ha-de se transformar num centro de irradiação de progresso e empreendimentos.
Todo o seu esforço, todo o seu trabalho, todas as suas iniciativas e cometimentos têm sido orientados no sentido de beneficiar a coletividade ourinhense, que reconhece em Antonio Luiz Ferreira um cidadão capaz de dirigir os destinos do município."







11.1.14

O CLUBE ATLÉTICO OURINHENSE EM FESTA

Clique sobre a foto
Quando postei esta matéria disse:
Dei esse título à matéria de hoje porque não posso afirmar com certeza qual teria sido esse evento.
A meu ver deve ter sido o lançamento da pedra fundamental da piscina do Clube Atlético Ourinhense.
Hoje, graças a uma pesquisa em jornal do ano de 1958, creio que estava certo, pois Ítalo Ferrari faleceu mesmo em 1958, e Nilo era nesse ano o diretor do CAO, tratando das obras da piscina.  
Diretoria do CAO na ocasião.
Presidente - Nilo Ferrari; Vice Presidente - Pares F. Baccili; Secretario Geral - Mario Zanoto; l.o Secretario -Januario Ghiroti; 2.o Secretario - José P. Camargo; l.o Tesoureiro Lino Ferrari; 2,o Tesoureiro - Venancio de Oliveira. 

O professor José Maria Paschoalick, prefeito de Ourinhos está trajando um terno branco, na primeira fileira; atrás dele vê-se meio rosto do garoto Ronaldo Mori.
Ao lado direito do prefeito vemos Miguel Cury, um dos padres do Seminário Josefino dando a benção , e o primogênito de Ítalo Ferrari, o empresário Nilo.
Identifico na foto, Maria e Rodolfo Pellegrino,João   Brandimarte, Esperidião e Teco Cury, Benedita Fernandes Grillo Cury, Oriente Mori e  irmãos, representando  o pai Julio Mori, um dos fundadores do clube, Antonio Dias Ferraz, casado com Alba  Ferrari, ao seu lado, Tufy Zaki Abucham e Antônio Segalla. Na extremidade direita da foto vemos João Flauzino Gonçalves.
Sem dúvida uma bela foto, pertencene ao acervo de Roberto Pellegrino) .
Há uma outra foto desse mesmo evento, segundos depois. Aqui vai:
Lá no fundo, lado a lado, Júlio Zaki Abucham e Otávio Ferreira, no seu terno todo branco. Mais na frente, Oswaldo Milani e Carlos Cury, Avílio Vascon, José Aluísio, filho do gerente da Força e Luz ao lado do Ronaldo Mori. Meu amigo Walter Brandimarte aparece bem na frente nas duas fotos.
Clique sobre a foto.