17.12.11

A RESSURREIÇÃO DE UM MONUMENTO

O título pode parecer estranho, mas tem sentido. Esse monumento do Marco  Zero de Ourinhos havia sido "enterrado" durante alguma modificação paisagística da Praça Melo Peixoto. Ele ficava na parte central da praça defronte à Igreja Matriz. Finalmente, com a reforma da Praça Melo Peixoto, ouvindo os reclamos da população, ele retorna em parte, mas retorna.
Meu reclamo era de 2008:


 Foto por Francisco de Almeida Lopes




3 comentários:

José Carlos Neves Lopes disse...

Alvaro Carriça Corrêa eswcreveu:
Olá José,
"Amigo José Carlos, lendo agora sobre o Dalton, que DEUS o tenha, peço desculpas a voce pois mencionou volta pela metade mas voltou, então tenho obrigação de melhorar a sua nota para um 8,75 como antigamente lembra. Mas a do Prefeito e do encarregado de fazer as mudanças e o retorno a nota é ZERO SOBRE ZERO, DO " MARCO ZERO "."

José Carlos Neves Lopes disse...

Caro Álvaro.

O ideal seria a restauração completa, talvez seu custo fosse muito alto, não sei. Teria valido a pena repô-lo no lugar onde estava com um canteiro em volta. Assim como está, pelo menos na foto, não é grande coisa.
Abs
José Carlos

Itamar Rabelo de Souza disse...

Quando alardeei que ele estava desmontado e sua peça principal enterrada, amigos meus criticaram-me duramente. O correto seria a total restauração do monumento, que em termos históricos (para falar apenas de História), é de grande importância. O que fizeram com o Marco Zero foi um autêntico vilipêndio histórico. Embora feliz por ver o monolito recuperado das profundezas, ainda sinto-me vilipendiado por não ver o monumento recuperado em sua plenitude. Bela sequência de fotos, José Carlos, um forte abraço!