AS IRMÃS BUDAI, MARIA E JÚLIA.



Aqueles que tiveram a felicidade de terem sido contemporâneos do Bar Paulista, localizado na Praça Melo Peixoto, hão de se lembrar saudosos das duas irmãs que atendiam no balcão: Maria e Julia, exemplos de serventia aos frequentadores do local.
Lembro-me de que uma parada naquele local para beber ou comer algo, após deixarmos o Cine Ourinhos, era obrigatória.
Por quase quarenta anos, os irmãos João e Júlio Zaki foram vistos diariamente no caixa do estabelecimento.
Os garotos que aparecem na foto são filhos do Júlio Zaki, ambos médicos hoje: Sidney Elias Abucham (oftalmologista) e Júlio Zaki Abucham Filho (endocrinologista).
Uma placa assegurando a memória do bar deveria ser colocada naquele local.
Foto in Casinha da Memória

Não é sem razão que o professor Luciano Corrêa da Silva, em seu livro "Poemas do Vale", dedicou às irmãs Budai e ao Bar Paulista um soneto chamado
FRATERNIDADE

Cedinho, toda manhã,
duas mulheres à vista
no famoso Butantã,
ou melhor, Café Paulista.
Uma da outra era irmã
no sangue e mais na conquista
da cidade que era fã
daquela dupla benquista.
Tanto assim que, mesmo agora,
o povo, que as conhecia
e a sua ausência inda chora,
não sabe o que mais o orgulha.
se a lembrança da Maria
ou se a saudade da Júlia.
Edição de foto publicada em "Ourinhos: memórias de uma cidade paulista", de Jefferson Del Rios, Ourinhos 1992.

Comentários

Zé Rodrigues disse…
Como esquecer da Maria e da Julia. do Café Paulista. Grandes papos, acompanhados do pastel de carne e da caçulinha.
Pois é, Zé. Que pastéis deliciosos!