NILZA MARIA FERRARI, A MISS OURINHENSE - RELEMBRANDO 1966

À esquerda, "Rainha dos Calouros"em Curitiba, 1966, recebe a faixa da Miss Brasil, Ângela Vasconcelos

Abaixo, Miss Ourinhos, 1964












Os anos 1950 e 1960 constituíram o auge dos concursos de beleza. O principal era o de Miss Brasil. Em nível municipal, havia os mais diversos concursos: a mais bela caloura, glamour girl, rainha do café, do algodão, etc.
Nilza Maria Ferrari, adolescente dona de beleza especial, foi campeã nesse gênero de concurso. Filha do industrial Nilo Ferrari e de Luisa Moya, participou de vários desses concursos. Mais de quarenta anos depois, uma conversa havida entre nós tornou possível mostrar às novas gerações e fazer relembrar às antigas o momento todo especial desses bailes e concursos repletos de glamour
  
A Rainha dos Calouros com a Miss Brasil 1964, Ângela Vasconcelos 
Fonte: O Progresso de Ourinhos, 16-7-1966

Aos 16 anos, foi eleita a "Glamour Girl da Média Sorocabana (1963)




Comentários

Danny disse…
Mãe linda, não só por fora, por dentro vc é tão linda quanto por fora, obrigada por fazer de mim quem eu sou.
Minha gratidão
te amo
Danny sua filha e fã
Anônimo disse…
SOU SUSPEITO.MAS A REALIDADE É QUE HÁ 40 ANOS ME CASEI COM UMA PRINCESA E DAI EM DIANTE VIVO COM UMA RAINHA LINDA E QUERIDA SOB TODOS OS ASPECTOS.
PROPORCIONOU-ME UM REINADO DE AMOR E FELICIDADE. AGRADEÇO PELA FAMILIA MARAVILHOSA QUE ME DEU.
TE AMO MUITO.
BEIJOS CARINHOSOS
FILIPPO
Anônimo disse…
Miss Nilza Maria, é impressionante ver como sua beleza se intensificou através dos anos...
Que Deus a continue preservando como uma jóia rara. Parabéns!
Mª Cecilia
Anônimo disse…
Miss Nilza Maria, é impressionante ver como sua beleza se intensificou através dos anos...
Que Deus a continue preservando como uma jóia rara. Parabéns!
Mª Cecilia
Anônimo disse…
Miss Nilza Maria, é impressionante ver como sua beleza se intensificou através dos anos...
Que Deus a continue preservando como uma jóia rara. Parabéns!
Mª Cecilia
Francisco Carlos Soares escreveu:

Confrade, Quando a Nilza brilhava eu já me encontrava pelo Paraná afora. Fui amigo da família. Eles eram clientes da farmácia de meu pai, na Av. Jacinto Sá. O Nilo, pai da Nilza, era o segundo filho homem dos Ferrari. Depois dele vinha o caçula, Lino, músico muito competente e que montou a orquestra que tanto abrilhantou nossos bailes. O mais velho era o Ivo. Recordo-me da indústria deles desde quando os produtos, basicamente o guaraná Ivoran, era distribuido em carroça. Abraços Chicão
Anônimo disse…
Quem conheceu minha mãe sabe de sua beleza,meiguice e simpatia.Acredito que assim foi em sua juventude da qual tanto se orgulha ter participado em Ourinhos.Tenho certeza que os titulos que recebeu foram bem merecidos.Ela é meu idolo.
Com muito orgulho e carinho,
Luiz Filippo Ferrari Tudisco(filho )
Danny disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Danny disse…
Vó você é linda e eu te amo.
Beijos
Pippo seu neto e fã
Anônimo disse…
Não caberia nos limites deste blog, não com a intensidade com que a homenageada merece, descrever tudo que ela representa para nós, sua família. Mas como a oportunidade é demais bela para ser desperdiçada, algumas palavras, ainda que breves, devem ser registradas para que o leitor possa ter uma idéia - e só mesmo uma vaga idéia - da sua real beleza.
Para muito além de sua beleza física encantadora (que, registre-se, sempre nos deixou e nos deixa muito orgulhosos!), a admiração que por ela tenho é baseada na sua incansável determinação por sempre nos recomendar o melhor. Mas não o melhor sinônimo de "mais caro", mas sim o melhor sinônimo de "mais valioso". Sua maior preocupação sempre foi nos facultar acesso à melhor educação possível. E refiro-me tanto àquela educação que só se encontra nas melhores escolas quanto àquela, ainda mais especial, que se aprende em casa, com exemplos. E mais especial porque sem a segunda a primeira não vale muita coisa, já que diploma não molda caráter. Então, só tenho muito a agradecer a Deus por ter sido presenteado com uma mãe assim, preocupada em criar pessoas de bem. Uma mãe no sentido mais puro, autêntico e grandioso que o termo “mãe” poderia expressar.

Do seu filho que eternamente te amará e te protegerá, Flávio.
Anônimo disse…
Tia,

Não saberia o que dizer, principalmente depois do comentário do Flá. Quero apenas ratificar as palavras dele e agradecer por tudo, por sempre ter me acolhido, me permitindo a oportunidade de fazer parte da sua familia. Agradecer por poder desfrutar de momentos maravilhosos com vcs, por sempre ter me tratado como uma filha, e por ter educado um filho, que eu amo, da forma como fez. Ele se transformou na pessoa maravilhosa que é, por mérito seu, e é lindo ver o quanto ele te admira! Desejo que um dia eu represente tudo isso para os meus filhos também! Eu só tenho o que agradecer, por tudo!

Um grande beijo,

Manu

Postagens mais visitadas deste blog

LAURO MIGLIARI X ALDO MATACHANA THOMÉ - A ELEIÇÃO MUNICIPAL DE 1968

SÉRGIO NUNES FARIA (1949-2008)

XVII JOGOS REGIONAIS DA SOROCABANA - 50 ANOS